O piloto português André Pires (Kawasaki) não vai correr este sábado no Grande Prémio de Motos de Macau devido a uma avaria no motor, detetada durante o aquecimento (‘warm-up’), antes da prova.

“Tive um problema no ‘warm-up’ com o motor da mota, tentámos fazer tudo para reparar, mas não foi possível, não temos cá peças suplentes. Não foi possível alinharmo-nos na grelha de partida”, disse, antes do início da prova, às 15:40 (07:40 em Lisboa).

Piloto Daniel Hegarty morre em acidente no Grande Prémio de Motos de Macau

O problema na caixa de velocidades deixou o piloto de 28 anos “muito desiludido”, depois de ter conseguido, no dia anterior, bater o recorde pessoal durante a qualificação, em que ficou em 23.º lugar. “Correu bem o fim de semana todo, consegui fazer os meus melhores tempos, fiquei a 100 milésimos do meu recorde pessoal, mas infelizmente há coisas que nos ultrapassam e não é possível participar”, lamentou.

“Antes no ‘warm-up’ que na corrida, podia ser mais perigoso (…) [Fiquei] muito desiludido, é a primeira vez na carreira que fico assim. Sempre fizemos tudo, ultrapassámos problemas, participei em todas as provas e sem dúvida é a primeira vez que fico de fora a ver uma corrida. É mesmo um bocado triste”, disse.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Apesar do contratempo, o piloto de Vila Pouca de Aguiar manifestou vontade de voltar ao Circuito da Guia no próximo ano. “Se voltar vamos tentar vir com mais força e mais bem preparados”, indicou.

Na sexta-feira, Pires fez a melhor volta na qualificação em 2.32,167 minutos, 9,086 segundos depois do vencedor, o irlandês Glen Irwin (Ducati), que saiu hoje da ‘pole position’. Em segundo lugar ficou o britânico Peter Hickman (BMW) e em terceiro o veterano, também britânico, Michael Rutter (BMW).