Um estudante português de 21 anos está desaparecido desde a madrugada da passada segunda-feira, 13 de novembro. Segundo avança a TVI, Diogo Penalva caiu no norte do mar Báltico, quando seguia a bordo do cruzeiro “Silja Serenade”, que faz a rota entre Helsínquia e Estocolmo.

De acordo com a imprensa local, o centro de resgate de Turku, no sul da Finlândia, recebeu um alerta por volta das duas da manhã. As buscas começaram ainda nessa madrugada, com barcos enviados a partir de Mariehamn e Kokar, no arquipélago de Aland, no sudoeste finlandês.

A operação de buscas prolongou-se por cerca de três horas e terminou inconclusiva. Fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas disse à TVI que “foram feitas buscas na noite de 12 para 13 [de novembro] e que não foram conclusivas. Este cidadão português continua desaparecido”.

Silja Serenade, o cruzeiro em que seguia a bordo o estudante português Diogo Penalva. Foto: Dennis Jarvis/Wikimedia Commons

A imprensa finlandesa conta que o jovem português terá caído do décimo segundo convés, de uma altura de quase 30 metros, depois de sair de uma das discotecas do cruzeiro. Diogo Penalva é estudante de Finanças e Contabilidade no ISCTE Business School, em Lisboa, e está a fazer Erasmus na Tallinn University of Technology, na Estónia.

Segundo fonte da secretaria de Estado das Comunidades Portuguesas, o pai do jovem já estará na Finlândia, em Helsínquia, onde recebe “a receber o apoio das entidades diplomáticas portuguesas, nomeadamente no que concerne ao contacto com as autoridades policiais finlandesas, a quem está entregue a investigação deste caso”. Este está a ser investigado com classificação de cidadão desaparecido. De acordo com a mesma fonte, o pai também já foi acompanhado pelos serviços diplomáticos a Tallinn, onde se localiza a universidade do estudante.

Ainda não são conhecidos os motivos que levaram à queda do estudante português — a área onde terá desaparecido é superior a 400 quilómetros.