Paulo Neves apresentou demissão do cargo de presidente do conselho de administração da PT/Meo, empresa controlada pelo grupo francês Altice. A informação já foi confirmada pela empresa que revelou o novo modelo de organização onde Alexandre Fonseca assume o cargo de diretor do comité executivo, equiparado a CEO (presidente executivo).

As mudanças têm efeito imediato e são confirmadas um dia depois de se saber que Claudia Goya tinha sido afastada do cargo de presidente executiva da operadora portuguesa. Goya, que desempenhava funções há quatro meses, passa a presidente do conselho de administração, mas ao contrário de Paulo Neves, não terá funções executivas. Segundo informação oficial, a gestora será chairwoman da Portugal Telecom, depois de “ter gerido com sucesso a empresa durante os últimos meses”.

Sobre Paulo Neves, confirma que cessa funções na Altice, reconhecendo “a sua postura e desempenho” no grupo, sem explicar as razões para a sua demissão. De acordo com informação recolhida pelo Observador, o gestor que foi a primeira escolha para presidente executivo da Portugal Telecom era um homem da casa e terá recusado a proposta de permanecer apenas no cargo de chairman, mas sem funções executivas. Neves tinha o pelouro da regulação, o que lhe dava um papel importante no processo de compra da Media Capital que aguarda precisamente o sim dos reguladores.

Outra novidade no comité executivo é a entrada de Luís Alveirinho, quer era diretor de engenharia e operações de rede. É um homem da casa que irá ocupar o cargo antigo cargo de Alexandre Fonseca, que era o administrador responsável pela área tecnológica.

Esta nomeação resulta da reorganização do grupo a nível internacional, diz o comunicado que reafirma os compromissos assumidos em Portugal, onde destaca “a clara e inequívoca aposta na aquisição da Media Capital, processo que aguarda, serenamente, as decisões dos reguladores competentes”. Ainda segundo o comunicado da PT, a “nova estrutura representa um retorno à organização inicial que fez crescer e credibilizou o grupo Altice no mundo”.

Claudia Goya substituiu Paulo Neves no cargo de presidente executivo no início do verão. Neves foi o primeiro gestor apontado pela Altice para liderar a PT depois da compra da operadora portuguesa, tendo sido indicado presidente do conselho de administração em 2015, substituindo no cargo Armando Pereira, o acionista português da Altice.

As mudanças no conselho de administração da PT surgem duas semanas depois da própria Altice ter anunciado uma alteração nos órgãos sociais cuja principal mexida foi a demissão do presidente executivo Michel Combes. Tudo indica que as mexidas em Portugal são uma consequência da reorganização do grupo em França que até agora ainda não conseguiu acalmar os mercados. Esta terça-feira as ações voltaram a cair na bolsa de Amesterdão, perdendo 2,7%.