477kWh poupados com o Logótipo da MEO Energia Logótipo da MEO Energia
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Logótipo da MEO Energia

Adere à Fibra do MEO com a máxima velocidade desde 29.99/mês aqui.

Vídeo. A curta-metragem sobre a pressão que as mulheres sofrem para esconder os defeitos físicos

Este artigo tem mais de 4 anos

Um artista espanhola realizou "Medo", uma curta-metragem sobre a pressão que as mulheres sofrem para esconder os defeitos físicos que aparecem com a idade.

Cintra Tort intitula-se uma "artevista"
i

Cintra Tort intitula-se uma "artevista"

Cintra Tort intitula-se uma "artevista"

Tem acesso livre a todos os artigos do Observador por ser nosso assinante.

A idade é um fantasma para muitas mulheres. Para além de um número, é muitas vezes sinónimo de rugas, varizes, estrias, cicatrizes, quilos a mais e outras coisas pouco simpáticas. E o pior é que normalmente não há muito a fazer. A pressão da sociedade para esconder esses pequenos defeitos dá origem a medos e inseguranças – principalmente nas mulheres.

Cintra Tort, uma “artevista”, como se intitula na página pessoal de Instagram, é um artista plástica espanhola. Decidiu realizar um curta-metragem, a que chamou “Medo”, sobre a pressão que as mulheres sofrem para esconder os defeitos físicos. Em entrevista ao El Español, a autora explica que “o vídeo pretende mostrar como esta pressão influencia a própria aceitação de nós mesmas, gerando uma série de emoções, sentimentos e perceções negativas que afetam a auto-estima”.

Veja a curta-metragem “Medo”.

Loja Observador Lifestyle

A página está a demorar muito tempo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.