O município de Loures vai reduzir a rega nos espaços verdes e apelar aos consumidores que tenham consumos de água “responsáveis”, como resposta aos efeitos da seca que se fazem sentir em todo o país, anunciou esta quarta-feira a autarquia.

As medidas, que incluem a redução das lavagens feitas a viaturas camarárias e dos Serviços Intermunicipalizados de Água e Saneamentos, foram anunciadas esta tarde pelo presidente da Câmara Municipal de Loures, Bernardino Soares, durante uma reunião do executivo.

Em declarações à agência Lusa, o autarca ressalvou que o município não está a ser diretamente afetado pela seca, mas defendeu que “todas as instituições públicas devem dar sinais de responsabilidade perante “uma situação calamitosa” como é a de seca prolongada.

“Vamos imediatamente oficiar as juntas para que reduzam a rega ao mínimo nos espaços verdes que estão sob a sua responsabilidade e nós faremos o mesmo nos espaços camarários. Iremos também lançar apelos públicos aos munícipes através das faturas da água e saneamento e das páginas oficiais da Câmara e dos SIMAR”, explicou.

Esta decisão da Câmara Municipal de Loures ocorre na sequência da situação de seca que o país está a atravessar e que já levou o Governo a lançar uma campanha de sensibilização para o consumo de água, aconselhando os cidadãos a pouparem um recurso que é escasso.