A segunda geração do popular Dacia Duster está prestes a ser lançada no mercado, razão pela qual a marca low-cost romena do Grupo Renault revela agora mais detalhes do renovado SUV, com a promessa de um incremento da qualidade, conforto e agradabilidade na condução. Mantendo, segundo promessas já feitas pelo construtor, os preços acessíveis.

Modelo que é um best-seller na gama Dacia, o Duster renovado surge não só com uma imagem mais actual, mas também com uma melhor insonorização do habitáculo, garante o fabricante, que terá optado por introduzir novos materiais, mais isolantes, em pontos-chave da cabina e também na zona do motor. Simultaneamente, foram operados melhoramentos nos selantes e encaixes, enquanto os vidros das janelas da frente passam a ser 0,36 mm mais grossos.

O novo Duster deverá oferecer ainda uma condução mais suave e confortável, graças a um funcionamento mais abafado do motor e à menor presença de ruídos do exterior, fruto de uma frente mais rígida e eficaz na redução das vibrações que passam para a cabina.

15 fotos

Já no habitáculo, destaque para as melhorias que as imagens anunciam, em termos estéticos e de qualidade. Os engenheiros da Dacia apostaram na melhoria do sistema de som, instalando altifalantes maiores nas portas, com melhor montagem. Sendo que, caso o cliente opte por uma das versões mais equipadas, tem até direito a tweeters, montados na parte superior do tablier. Já o novo sistema de infoentretenimento só deve estar disponível não no lançamento, mas lá mais para a frente.

Mais importante é a nova direcção com assistência eléctrica, a garantir uma redução de cerca de 35% da força que é preciso fazer no volante, para manobrar. Também a facilitar as manobras surge agora um conjunto de câmaras – uma à frente, outra trás, e mais duas, uma de cada lado do veículo – capazes de assegurar uma melhor visão em redor do carro.

Nas versões mais equipadas, estará ainda disponível o acesso e arranque do motor sem chave, assim como a ajuda à descida em planos íngremes, arranque em subidas inclinadas e até mesmo a projecção de imagens do exterior, em redor da viatura, quando no modo 4×4.

Segurança reforçada

Mostrar Esconder

No domínio da segurança, têm presença garantida airbags, aviso de ângulo morto, encostos de cabeça maiores e mais grossos, retrovisores exteriores maiores, luzes automáticas, limitação de velocidade e aviso de falta de cinto de segurança nos lugares traseiros.

A Dacia desenvolveu igualmente um novo capot e pára-choques dianteiros, pensados especificamente para absorver o impacto, em caso de embate com um peão, além de ter reforçado o chassi, de modo a proporcionar uma maior protecção dos ocupantes, em caso de acidente.

Quanto a motores, a oferta deverá contemplar opções como um SCe de 115 cv, naturalmente aspirado, e um TCe de 125 cv com turbocompressor, ambos disponíveis, opcionalmente, com tracção integral e caixa manual. A gasóleo, as alternativas passam pelo conhecido dCi de 90 cv, com tracção apenas dianteira, e a variante de 110 cv deste mesmo motor, que pode acoplar tracção integral.

Com a comercialização já em velocidade de cruzeiro, o cliente poderá ainda optar por uma caixa automática EDC, ou por uma variante a gás natural liquefeito (GPL), à venda apenas em alguns mercados.

A nova geração Dacia Duster deverá iniciar comercialização na Europa já no início de 2018. Neste momento, ainda não há garantia de chegada ao mercado português, pelo facto de uma (ligeira) maior altura na zona do eixo dianteiro obrigar o modelo a pagar Classe 2 nas portagens.