O Tribunal de Contas concedeu o visto prévio para a Sociedade de Transportes Coletivos do Porto comprar 188 novos autocarros, 15 dos quais elétricos, anunciou esta segunda-feira a empresa de transporte público.

Segundo fonte da STCP, a aquisição dos novos autocarros — 173 a gás e 15 a eletricidade — tinha sido formalizada em setembro, aquando da assinatura dos contratos com os fornecedores MAN e Caetano BUS, respetivamente.

A compra destes novos veículos representa um investimento de cerca de 92 milhões de euros.

A STCP espera agora que “os primeiros 35 novos veículos a gás natural” entrem “em operação já a partir do primeiro trimestre de 2018”.

O Jornal de Notícias avançou na semana passada que, para evitar agressões por parte dos passageiros, a STCP vai isolar o lugar do motorista, colocando cabinas blindadas em 20 dos novos veículos a adquirir.

De acordo com o diário, os autocarros com cabine blindada serão para circular no serviço noturno e em locais problemáticos, como o Lagarteiro, onde recentemente se registou uma das agressões que levaram à hospitalização do condutor, em outubro.

Também as zonas da Pasteleira e São João de Deus deverão ser servidas por estes autocarros com cabina blindada, referiu o JN, acrescentando que o número de veículos que apresentarão esta solução é considerado “claramente insuficiente” para o Sindicato dos Trabalhadores de Transportes Rodoviários.