Os altifalantes da Coreia do Sul na fronteira com o Norte já serviram para quase tudo: propaganda, meteorologia, notícias, discussões democráticas, críticas ao regime de Pyongyang ou até mesmo KPop. Agora, Seul decidiu dar-lhes um novo uso: dar notícias ao país vizinho sobre o soldado que desertou do norte para o sul da península.

As emissões sul-coreanas, que podem ser ouvidas a 20 quilómetros da fronteira, têm informado os vizinhos do Norte acerca do estado de saúde do soldado do qual apenas ainda se sabe a idade, 24 anos, e o nome de família, Oh. Mas as notícias não ficam por aí: o Sul também revela ao Norte como Oh conseguiu fugir e de como os soldados norte-coreanos quebraram o acordo de tréguas ao balearem o desertor na zona desmilitarizada.

No passado domingo, por exemplo, ouviu-se dos altifalantes que Oh se encontrava num estado de saúde deplorável. Os médicos sul-coreanos encontraram minhocas parasitas dentro do corpo do militar norte-coreano, incluindo uma de 27 centímetros. Num briefing feito na passada quarta-feira, Lee Cook-jong, um dos cirurgiões, disse que, em 20 anos de carreira, só viu “algo assim em livros”.

Vídeo revela minutos da fuga do militar que desertou da Coreia do Norte

De acordo com a agência de notícias sul-coreana Yonhap, as emissões começaram pouco tempo depois após a fuga do soldado, dia 13 de novembro. O desertor fugiu de carro da sua unidade até à Zona Desmilitarizada, que atravessou a correr até ao lado sul-coreano enquanto era baleado. Oh já foi tratado e está em fase de recuperação. Assim que esta termine, os militares irão interrogar o norte-coreano.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

A Coreia do Norte já protestou várias vezes contra as emissões devido ao potencial para provocar deserções como a de Oh. As emissões foram retomadas em janeiro do ano passado como resposta ao quarto teste nuclear norte-coreano. Os norte-coreanos estão a fortificar a área em que Oh fez a sua fuga, escreve o The Guardian. Os soldados cavaram uma trincheira e puseram portões na ponte por onde o desertor fugiu.