As imagens de dois rapazes escondidos debaixo de um autocarro estão a chocar o mundo inteiro. As duas crianças chinesas viajaram 80 quilómetros na parte inferior do veículo e foram encontradas cobertas de lama numa das paragens do trajeto.

Os dois rapazes — cujos nomes não foram divulgados pela imprensa local — são de uma aldeia no sul de Guangxi e estavam a tentar encontrar os pais, que trabalham na província vizinha de Guangdong. Foram dados como desaparecidos pelo professor, a 23 de novembro.

De acordo com o Southern Morning Post, os rapazes têm “entre oito e nove anos”. As testemunhas presentes na altura em que as crianças foram encontradas mostraram “surpresa” por não terem qualquer ferimento, já que viajaram através de um percurso que tem quase quatro quilómetros ao longo de “encostas íngremes”. “Os corpos deles eram muito magros, por isso aquele local foi um bom espaço de esconderijo”, explicou uma das testemunhas. A BBC acrescenta que os dois rapazes estavam visivelmente subnutridos.

Os rapazes, que numa primeira fase recusaram falar, acabaram por contar que “tinham saudades da mãe e do pai e esconderam-se debaixo do veículo para, em vão, encontrar os pais”. O Southern Morning Post conta que, depois de serem informados, alguns familiares recolheram as crianças ainda no mesmo dia.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O caso está a chocar a população chinesa, que mostra o seu desagrado principalmente através das redes sociais. As imagens tornaram-se virais e os utilizadores falam em “tragédia social” e pedem soluções para o abandono de crianças, um problema que está a tomar proporções preocupantes na China.