Fogo de Pedrógão Grande

Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande recebe prémio Cidadania 2017

A Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande e a sua presidente, Nádia Piazza, recebem o Prémio Cidadania 2017 atribuído pela Plataforma das Associações da Sociedade Civil.

MIGUEL A. LOPES/LUSA

A Associação de Vítimas do Incêndio de Pedrógão Grande e a sua presidente, Nádia Piazza, recebem esta quinta-feira o Prémio Cidadania 2017 atribuído pela Plataforma das Associações da Sociedade Civil.

O Prémio Cidadania 2017 será entregue pelo Presidente da República, numa cerimónia a decorrer no final da 2.ª Conferência da PASC-Casa da Cidadania, que se realiza quinta-feira na Fundação Calouste Gulbenkian.

Segundo a organização, a atribuição do prémio fundamentou-se no reconhecimento da capacidade de mobilização dos familiares das vítimas da trágica catástrofe ao tomarem a decisão de criar uma associação cívica que os representasse e que ajudasse a prevenir futuras ocorrências de similar magnitude.

Nádia Piazza liderou a iniciativa denunciando um conjunto de circunstâncias e fragilidades que contribuíram para a tragédia.

O prémio da PASC — CASA DA CIDADANIA pode ser atribuído a cidadãos, associações ou empresas, residentes em Portugal, sendo as candidaturas apresentadas por entidades, individuais ou coletivas.

Os incêndios florestais que começaram em 17 de junho, sobretudo na região de Pedrógão Grande e depois alastraram a outros municípios, provocaram 64 mortos e mais de 250 feridos. Registou-se ainda a morte de uma mulher que foi atropelada quando fugia deste fogo. Os fogos causaram ainda elevados prejuízos materiais.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
António Costa

Em nome da memória /premium

Luís Rosa
166

Entre responsáveis que falam da possibilidade de uma nova tragédia nos incêndios florestais e um PM que parece ter regressado ao passado, só há uma certeza: é tudo perigosamente semelhante a 2017

Eleições

Contagem decrescente /premium

Manuel Villaverde Cabral

O grande problema do PS será prometer o fim da «geringonça» sem que as muletas do governo – o PCP, o BE e os seus eleitorados – lhe venham a negar uma maioria que o PS já só poderá fazer com Rui Rio. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)