A principal agência de cibersegurança do Reino Unido aconselhou as agências governamentais a não instalarem software de empresa como a Kaspersky Lab ou outras companhias produtoras de antivírus com origem na Rússia. Ciaran Martin, diretor do Centro Nacional de Cibersegurança britânico, disse que era desaconselhável usar material que, se for descoberto pelos russos, possa comprometer a segurança nacional.

O conselho britânico chega meses depois de os Estados Unidos terem banido os softwares antivírus da Kaspersky Lab por causa de suspeitas de que a Rússia usaria esses produtos para espionagem dos sistemas com informação secreta dos países. A empresa já negou qualquer relação com o governo russo e afirma ter-se tornado num bode expiatório para as tensões entre Moscovo e Washington. Entretanto, o Reino Unido afirma estar em negociações com a Kaspersky Lab para que os produtos da empresa russa possam ser revistos antes de serem instalados no país.

O alerta britânico já fez com o banco Barclays deixasse de ceder os produtos da Kaspersky Lab aos clientes: “Embora esta nova orientação não seja direcionada aos membros do público, tomamos a decisão de retirar a oferta do software Kaspersky do nosso site de clientes”, escreveu o banco num comunicado.