Papa Francisco

Papa defende manutenção do estatuto de Jerusalém

394

O papa Francisco defendeu a manutenção do estatuto atual de Jerusalém. Sem nunca mencionar diretamente Donald Trump, o pontífice pediu "sabedoria e prudência".

CLAUDIO PERI/EPA

O Papa Francisco pediu esta quarta-feira respeito pelo estatuto de Jerusalém e “sabedoria e prudência”, numa altura em que o Presidente dos Estados Unidos se prepara para reconhecer a cidade como capital de Israel. “Não posso calar a minha profunda preocupação perante a situação que se criou nos últimos dias” sobre Jerusalém, declarou o Papa, sem citar diretamente o anúncio de Donald Trump.

Peço que todos se comprometam a respeitar o estatuto da cidade, em conformidade com as resoluções da ONU”, sublinhou, durante a audiência semanal, perante milhares de fiéis, no Vaticano.

O Papa lembrou que “Jerusalém é uma cidade única, sagrada para judeus, cristãos e muçulmanos, que ali veneram locais sagrados para as suas respetivas religiões, e ela tem uma vocação especial para a paz”. “Peço a Deus que esta identidade seja preservada e reforçada, em benefício da Terra Santa, do Médio Oriente e de todo o mundo, e que prevaleçam sabedoria e prudência, para evitar acrescentar novos elementos de tensão num panorama mundial já convulsivo e marcado por tantos conflitos cruéis”, reiterou.

De acordo com responsáveis da administração norte-americana, que pediram o anonimato, Trump vai reconhecer Jerusalém como a capital de Israel, num anúncio marcado para as 18h00 (hora de Lisboa). Os Estados Unidos vão ser, caso se confirme esta decisão, o único país do mundo a reconhecer Jerusalém como a capital de Israel.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Eutanásia

Eufemismos mortais

José Miguel Pinto dos Santos

Não se escondam propostas como as da eutanásia atrás de expressões eufemísticas ou politicamente corretas. Aliás, “politicamente correto” é um eufemismo para “eufemismo”. E os eufemismos estupidificam

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site