A libra esterlina subiu esta sexta-feira 0,45% face ao euro após o anúncio da Comissão Europeia sobre o acordo para a saída do Reino Unido, que permite avançar nas negociações.

Assim que se soube deste acordo, de madrugada, a moeda nacional britânica chegou a valer 1,149 euros, o nível mais alto desde junho passado, subindo também em relação ao dólar para se fixar em 1,350 dólares, aponta a agência de notícias Efe. Já a meio da manhã, a libra equivalia a 1,147 euros e 1,346 dólares.

De acordo com a Efe, os recentes acontecimentos em Bruxelas provocaram mudanças na libra, que atingiu o nível mais alto face ao euro nos últimos seis meses.

A Comissão Europeia anunciou hoje que chegou a um “acordo equilibrado” com o Reino Unido sobre os termos do ‘divórcio’ entre as partes (o chamado ‘Brexit’) e decidiu recomendar aos Estados-membros que se passe à segunda fase das negociações, sobre as futuras relações.

A recomendação de Bruxelas baseia-se no relatório conjunto acordado pelos negociadores da Comissão e do Governo do Reino Unido, que foi hoje subscrito pela primeira-ministra Theresa May durante uma reunião, em Bruxelas, com o presidente do executivo comunitário, Jean-Claude Juncker.

Segundo Bruxelas, foram efetuados “progressos suficientes” nos três domínios prioritários: direitos dos cidadãos, diálogo sobre a Irlanda/Irlanda do Norte e acordo financeiro com o Reino Unido, considerando o negociador-chefe da UE, Michel Barnier, que “serão protegidas as opções de vida dos cidadãos da UE que vivem no Reino Unido”.

Se os chefes de Estado e de Governo da UE, que se reúnem em Bruxelas na próxima semana, concordarem com a avaliação da Comissão, poderão então ter início “de imediato” os trabalhos para a segunda fase das negociações, referente à futura relação (designadamente comercial) entre União a 27 e Reino Unido.