Filipinas

Presidente das Filipinas quer prolongar lei marcial por mais um ano

O Presidente das Filipinas pediu ao Congresso o prolongamento por um ano da lei marcial em Mindanao, onde combatentes do grupo extremista Estado Islâmico tomaram uma cidade durante cinco meses.

JEOFFREY MAITEM/EPA

Autor
  • Agência Lusa

O Presidente das Filipinas pediu ao Congresso o prolongamento por um ano da lei marcial, em vigor na região de Mindanao, onde combatentes do grupo extremista Estado Islâmico tomaram uma cidade durante cinco meses.

“A segurança dos cidadãos requer, indubitavelmente, a extensão [da lei marcial], não apenas para a segurança e ordem pública, mas sobretudo para permitir ao Governo e aos habitantes de Mindanao continuar a enorme tarefa de reabilitar e promover o crescimento e desenvolvimento socioeconómico estáveis”, escreveu Rodrigo Duterte, numa carta.

A proposta de Duterte chega 20 dias antes do fim do atual período e pede o prolongamento da lei marcial até 31 de dezembro de 2018, com o objetivo de conter a ação de movimentos extremistas próximos do EI e a crescente ameaça dos rebeldes comunistas.

Os congressistas filipinos vão reunir antes do final do ano para votar a proposta presidencial. Duterte declarou a lei marcial em 23 de maio, dia em que o grupo radical Maute tomou, pela força, a cidade de Marawi, no noroeste de Mindanao. O período inicial limitado a 60 dias pela Constituição foi prorrogado em julho pelos legisladores até ao final do ano.

As forças armadas filipinas recuperaram a cidade cinco meses depois de combates que causaram mais de 1.100 mortos e a destruição da localidade, que antes do conflito tinha cerca de 200 mil habitantes. A região administrativa de Mindanao é cenário há várias décadas de conflitos entre o Governo e grupos terroristas locais, incluindo alguns com ligações ao EI, como o Maute ou o Abu Sayyaf.

    Se tiver uma história que queira partilhar ou informações que considere importantes sobre abusos sexuais na Igreja em Portugal, pode contactar o Observador de várias formas — com a certeza de que garantiremos o seu anonimato, se assim o pretender:

  1. Pode preencher este formulário;
  2. Pode enviar-nos um email para abusos@observador.pt ou, pessoalmente, para Sónia Simões (ssimoes@observador.pt) ou para João Francisco Gomes (jfgomes@observador.pt);
  3. Pode contactar-nos através do WhatsApp para o número 913 513 883;
  4. Ou pode ligar-nos pelo mesmo número: 913 513 883.
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
PS

O terrível regresso da "Europa da troika" /premium

Miguel Pinheiro

Nas eleições europeias, o PS é contra a "Europa da troika", contra a "Europa dos populistas" e contra a "Europa do Brexit". Ou seja: é uma soma de confusões, contradições e baralhações.

Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Venezuela

Um objeto imóvel encontra uma força imparável

António Pinto de Mesquita

Num dos restaurantes mais trendy de Madrid ouve-se o ranger de um Ferrari que para à porta. Dele sai um rapaz novo, vestido com a última moda. Pergunta-se quem é. “É filho de um general venezuelano”.

Enfermeiros

Elogio da Enfermagem

Luís Coelho
323

Muitos pensam que um enfermeiro não passa de um "pseudo-médico" frustrado. Tomara que as "frustrações" fossem assim, deste modo de dar o corpo ao manifesto para que o corpo do "outro" possa prevalecer

Poupança

O capital liberta

André Abrantes Amaral

É do ataque constante ao capital que advêm as empresas descapitalizadas, as famílias endividadas e um Estado sujeito a três resgates internacionais.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)