O Comité Olímpico da Rússia deu aval para que atletas do país possam competir com estatuto de neutros nos Jogos Olímpicos de inverno PyeongChang2018, de 9 a 25 de fevereiro de 2018.

Esta permissão surge no seguimento das sanções da última semana do Comité Olímpico Internacional (COI), que proibiu a participação da Rússia na competição, devido à dopagem institucionalizada no país. “A opinião de todos que fazem parte foi unânime, que os nossos atletas precisam de estar na Coreia do Sul, de competirem e de ganharem”, disse o presidente do Comité Olímpico Russo, Alexander Zhukov.

Esta possibilidade, de competirem como neutros, teve igualmente o apoio do presidente russo, Vladimir Putin. Alguns atletas russos serão formalmente convidados pelo COI, mas o Comité russo pretende enviar listas dos que prefere.

“Penso que o COI terá o cuidado para que os melhores recebam os convites. Por exemplo, a nossa equipa de hóquei é constituída pelos melhores jogadores”, referiu ainda Zhukov, acrescentando que 200 atletas russos deverão estar nos Jogos. Segundo o mesmo dirigente, este cenário não impede, no entanto, a intenção do país em apresentar recursos em relação às sanções do COI.

O Comité Olímpico Internacional decidiu impedir a Rússia de participar em PyeongChang2018 e baniu 25 atletas, devido a doping nos Jogos de inverno de Sochi2014, e todos eles apresentaram recursos junto do Tribunal Arbitral do Desporto (TAS).