Não há mail de sete mil no mundo inteiro, vivem solitariamente nas montanhas da Ásia Central e preferem o ambiente gelado acima dos 3 mil metros de altitude. Os leopardos-das-neves, uma espécie de felino raro, muito poucas vezes são encontrados — e muito menos filmados — por humanos. É por isso que Inger Vandyke entrou para história quando captou imagens deste animal em pleno ato de caça a um rebanho de carneiros-azuis: é a primeira mulher e a primeira australiana a encontrar um leopardo-das-neves em ação.

Mas não é esta raridade que está a chamar a atenção para as suas imagens: consegue encontrar o felino nestas fotos?

Créditos: Inger Vandyke

Inger Vandyke encontrou este leopardo-das-neves em Ladaque, uma região indiana onde liderava uma expedição com o fotógrafo Mark Beaman. O objetivo era captar imagens da fauna daquele lugar inóspito para a Wild Images Photo Tours UK. Mas, em 17 dias, Inger conseguiu algo por que alguns fotógrafos levam uma vida profissional inteira a alcançar: encontrar um leopardo-das-neves e ainda fotografá-lo em plena caça. Foi uma aventura, admitiu ela: estes animais são solitários e pouco sociáveis.

Para o conseguir, Inger Vandyke teve de acampar em locais onde as temperaturas rondavam os -25ºC durante a noite. Estava tanto frio, recorda ela, que a garrafa de um litro de água que os dois fotógrafos tinham com eles congelou às 13h de um dia soalheiro. Ao fim de cinco dias, a Natureza foi mais simpática: a equipa encontrou quatro leopardos-das-neves. E conseguiu observá-los a lutar, a acasalar, a farejar e a esconderem-se atrás das rochas. Foi numa tarde em que um dos leopardos decidiu caçar carneiros-azuis que as imagens na fotogaleria foram tiradas.

Posto isto, já conseguiu ver o leopardo-das-neves escondido nas imagens? Pois… Os carneiros também não e, por isso, morreram. Veja aqui em baixo onde estava o animal.

Créditos: Inger Vandyke