Iraque

Miss Iraque foge do país por causa de uma foto

130

Sarah Idan e a família foram ameaçadas de morte por causa da polémica selfie que a modelo tirou com Adar Gandelsman, a Miss Israel.

AFP/Getty Images

Sarah Idan e a sua família tiveram de fugir do seu país depois de serem alvo de várias ameaças de morte motivadas por uma fotografia que a Miss Iraque partilhou no Instagram, avança o Times of Israel.

Tudo começou há cerca de um mês quando Idan e a Miss Israel, Adar Gandelsman, tiraram uma selfie juntas no decorrer do Miss Universe International Beauty Pageant, concurso onde todos os anos é eleita a Miss Universo.

Assim que a imagem entrou nas redes sociais, a iraquiana começou imediatamente a ser alvo de críticas, muito por culpa da mensagem que vinha associada ao post: “Paz e Amor da Miss Iraq e Miss Israel”.

Pouco tempo depois do polémico episódio, Gandelsman pronunciou-se à televisão israelita afirmando que “as coisas cresceram demasiado e causaram uma grande confusão para ela na sua terra natal. As pessoas começaram a ameaçá-la dizendo que se não retirasse a foto e regressasse a casa que lhe tiravam o título e matavam-na.”

Mais tarde foi a vez da própria Sarah Idan falar sobre o episódio. Através do Instagram, a modelo pediu desculpa a todos os que tinham considerado a fotografia como sendo “insultuosa para a causa Palestiniana”, esclarecendo que não era sua intenção fazer uma afirmação política mas sim exprimir “esperança e paz entre os dois países.”

Thanks @theperfectface ???? #missuniverse2017

A post shared by Sarah Idan (Sarai) سارة عيدان (@sarahidan) on

Acrescentou ainda que “não apoia o governo israelita” e não aceita nem reconhece como válidas as medidas que o mesmo estado tem apresentado contra a população árabe.

O Iraque não tem qualquer relação diplomática com Israel e os dois países consideram-se inimigos.

Apesar de toda a confusão, a Miss Israel afirma que a sua amiga não está arrependida de ter publicado a polémica fotografia — e nem sequer a retirou da sua conta pessoal de Instagram. “Ela publicou-a para que as pessoas percebessem que é possível vivermos juntos”, concluiu.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: dlopes@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)