O Presidente do Peru anunciou na quinta-feira que vai pedir às autoridades judiciais o levantamento do seu sigilo bancário, após acusações de que uma das suas empresas recebeu pagamentos da construtora brasileira Odebrecht.

“Peço o levantamento do meu sigilo bancário para que analisem tudo o que quiserem e assumo todas as responsabilidades que derivem dos meus atos”, disse Pedro Pablo Kuczynski, acompanhado pelo seu elenco governativo, numa mensagem ao país transmitida pela televisão.

O chefe de Estado peruano afirmou que não se vai “deixar intimidar” pelas advertências políticas no Congresso, liderado pelo ‘fujimorismo’ [referência ao antigo Presidente do país Alberto Fujimori], de que o destituirá do cargo se não apresentar a demissão.