Em 150 milhões previstos, só chegaram 5 milhões 

Contribuição cobrada às grandes empresas de energia desde 2014 deveria ter beneficiado preços de eletricidade, mas até agora o Estado só transferiu 5 milhões, face aos 150 milhões de euros previstos.

Por Ana Suspiro