O período de Natal e Ano Novo vai contar com um reforço de segurança, admitindo-se que a PSP faça revistas surpresa a pessoas na rua e controle a entrada de pessoas em locais com “concentração excessiva”. O nível de alerta terrorista em Portugal continua “baixo”, mas o Jornal de Notícias adianta, citando fontes policiais, que as forças de segurança vão equipar-se com armas automáticas e colocar barreiras em cimento nas vias de acesso às zonas mais movimentadas.

Em caso de suspeitas fundadas sobre um indivíduo, a PSP vai recorrer a raquetas de deteção de armas, procurando também outros artigos proibidos em espaços públicos — o que será uma preocupação especial na altura dos festejos de Ano Novo. Nesse dia festivo, a PSP poderá limitar a entrada de pessoas em locais como a Praça do Comércio (Lisboa) ou a Avenida dos Aliados (Porto).

Outra preocupação das forças de segurança será garantir que em todos os locais existe um acesso eficaz de veículos de emergência, como ambulâncias, carros do INEM ou carros da polícia. As fontes policiais citadas pelo Jornal de Notícias garantem que vai haver um controlo rigoroso neste campo.