Beleza e Bem Estar

Testámos uma máquina nova que alivia as dores menstruais

214

Chama-se Livia, é pequena, portátil, pode usar-se debaixo da roupa e os efeitos começam a sentir-se ao fim de dez minutos. Colocámos uma jornalista a testar esta nova solução livre de medicamentos.

Este aparelho foi testado em mais de uma centena de mulheres que sofre de dores menstruais intensas onde 80% afirmou que reduziu significativamente ou eliminou totalmente a dor.

Autor
  • Helena Magalhães

A promessa parecia bastante apetecível: uma máquina livre de quaisquer medicamentos que atua no tratamento das dores menstruais através da eletroestimulação e que todas as mulheres podem ter em casa, transportar consigo e usar debaixo da roupa de forma discreta. Tão simples quanto isso. Parece demasiado bom para ser verdade, certo?

Estima-se que oito em cada dez mulheres sofre de dores menstruais e duas em cada dez considera-as mesmo insuportáveis. Se faz parte desta percentagem, saiba que esta maquina — tem um nome, chama-se Livia — foi testada por uma instituição médica independente em 163 mulheres que sofrem de dores menstruais intensas. O resultado? No total, 80% das mulheres afirmou que a Livia lhes diminuiu significativamente ou eliminou totalmente a necessidade de usar medicamentos para aliviar as dores.

Mas como é que isto funciona, afinal? A Livia utiliza dois elétrodos (uma espécie de patches que se coloca na pele) que transmitem impulsos elétricos na zona abdominal. Estes impulsos gerados têm uma característica muito específica que mantém os nervos “ocupados”, ou seja, impedem que os sinais de dor sejam transmitidos ao cérebro. Parece uma explicação bizarra (isto de confundir o cérebro) mas é, afinal, bastante simples, não tem efeitos colaterais e os impulsos Livia travam imediatamente a dor.

Colocámos uma mulher a testar

Mas porque mais do que ler resultados é sempre bom testá-los, a jornalista do Observador Marta Leite Ferreira voluntariou-se para testar a Livia. “Tenho bastantes dores tanto na zona dos ovários como nos rins e o conforto foi imediato, além de que não tive de me encher de comprimidos que era uma das coisas que fazia ainda antes das dores se tornarem realmente fortes. Medicava-me por prevenção e, pela minha experiência, a Livia demorou menos tempo a fazer efeito do que a própria medicação. Comigo, não demorou mais de 10 minutos a começar a sentir os efeitos.”

Se se está a questionar se a máquina é para usar mesmo durante o dia quando anda na sua vida para lá e para cá, sim. É mesmo essa a ideia. É pequena, é portátil e tem bateria recarregável. “Nas instruções diz que podemos dormir com a Livia ligada e, de facto, quase não damos por ela, não fosse o formigueiro que sentimos na pele. Mas durante o dia é bastante confortável e mantém um mínimo de duas horas mas eu cheguei a ficar sem dores durante uma tarde inteira. À noite (talvez por estar mais atenta), a dor voltou menos tempo depois e houve uma noite em que, mal desligava a máquina por já me sentir melhor, as dores regressavam, embora com menos intensidade”, explica Marta. Mas, na verdade, pode mesmo dormir com a Livia ligada durante toda a noite.

Questionei a minha cobaia sobre quais as maiores diferenças que sentiu entre este mês (em que usou a Livia) e os meses passados antes de ter experimentado e parece que manter o cérebro “ocupado” tem bons resultados: “Uma coisa importante que notei é que, por norma, voltava a ter uma fase de dores mais ou menos uma semana depois de recomeçar a tomar a pílula (o que equivale a três ou quatro dias após a menstruação acabar) e este mês isso não aconteceu. Outra grande diferença foi a duração do período de dores que foi mais curto que o normal. Notei que, à medida que o tempo passava, a intensidade da dor foi-se tornando progressivamente menos forte quando costumava ser constantes durante toda a menstruação. Neste mês, foram diminuindo de dia para dia com a Livia.”

É seguro usar esta máquina todos os dias da menstruação e todos os meses?

É mais do que seguro. A Livia cumpre com os requisitos ambientais, de desempenho, segurança e saúde e possui aprovação da CE-Mark (cumpre com as leis de segurança europeia no que toca à saúde) e da FDA (Food and Drug Administration). Estas aprovações são o resultado de testes exaustivos realizados por laboratórios independentes e que demonstram que este equipamento está em conformidade com os requisitos essenciais para ser usado pelo ser humano.

Usar a Livia não afeta a fertilidade, não intervém com o ciclo menstrual ou com o equilíbrio hormonal e pode ser usado por raparigas a partir dos 16 anos. As únicas limitações ao uso da Livia são em mulheres com pacemaker cardíacos ou em tratamentos de fertilidade.

Como usar a Livia?

Apenas tem de colocar os elétrodos onde sente dor e pressionar o botão. Pode ainda ajustar a intensidade do impulso elétrico tendo em conta o nível de dor. Para quem tem dois tipos de dores como a nossa cobaia Marta (nos ovários e nos rins) pode ser mais difícil mas não impossível. “Tenho dores nas costas e nos ovários em simultâneo mas só se pode colocar a Livia num lado. O que aconteceu comigo é que, quando a dor aliviava num lado, a outra tornava-se mais intensa e, como o fio é curto, não dava para colocar um elétrodo na barriga e outro nas costas”, partilhou.

Contactámos o fabricante da Livia que nos disse que, para estes casos, é possível usar duas máquinas Livia ao mesmo tempo, se se usarem em partes diferentes do corpo — uma na barriga e outra nas costas.

Em Portugal, a Livia está disponível em 4 cores — azul, lilás, rosa e violeta — e custa 125€ (agora durante o lançamento está a 112€). Pode comprar através da loja online de produtos de saúde e bem-estar Sensing for You que trouxe esta inovação para cá.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)