O Conselho de Ministros autorizou esta quinta-feira uma despesa de 18,5 milhões de euros para o programa de preparação olímpica para Tóquio2020 e de 6,9 milhões de euros para o programa paralímpico.

De acordo com o comunicado deste dia do Conselho de Ministros, estes montantes correspondem a “aumentos substanciais relativamente às verbas dos programas para o Rio2016”.

O contrato-programa para os Jogos Olímpicos Rio2016 contemplava um valor de 16 milhões de euros e para os paralímpicos de 3,8 milhões de euros.