Um incêndio numa loja de mobiliário dentro de um centro comercial na cidade Davao, nas Filipinas, poderá ter provocado a morte a 37 pessoas, a maior parte deles trabalhadores de um call-center, de acordo com as autoridades daquele país.

De acordo com o vice-presidente da câmara de Davao, Paolo Duterte, que é o filho mais velho do presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse que a probabilidade de as autoridades conseguirem encontrar alguma destas 37 pessoas com vida é “zero”.

“Rezemos por eles”, disse o responsável, citado pela Reuters.

O fogo terá começado numa loja de móveis, que se encontra no terceiro andar daquele centro comercial, mas rapidamente se alastrou para o andar superior. A causa do fogo é, para já, desconhecida, mas as autoridades já estarão a investigar.

A filha do presidente das Filipinas, Sara Duterte, é a presidente da câmara desta cidade e também já esteve no local.

Seis pessoas foram resgatadas com vida e estão nesta altura hospitalizadas.

Esta é mais uma catástrofe que as Filipinas se veem a braços este fim-de-semana, já que o território foi atingido por uma tempestade tropical que já provocou pelo menos 200 mortos no sul do país. Este número ainda poderá aumentar nas próximas horas.