Filipinas

Incêndio num centro comercial das Filipinas mata 37 pesssoas

Mais uma tragédia nas Filipinas. Depois de uma tempestade tropical ter provocado mais de 200 mortos e 70 mil desalojados, um incêndio num centro comercial terá provocado a morte a dezenas de pessoas.

AFP/Getty Images

Autor
  • Nuno André Martins
Mais sobre

Um incêndio numa loja de mobiliário dentro de um centro comercial na cidade Davao, nas Filipinas, poderá ter provocado a morte a 37 pessoas, a maior parte deles trabalhadores de um call-center, de acordo com as autoridades daquele país.

De acordo com o vice-presidente da câmara de Davao, Paolo Duterte, que é o filho mais velho do presidente das Filipinas, Rodrigo Duterte, disse que a probabilidade de as autoridades conseguirem encontrar alguma destas 37 pessoas com vida é “zero”.

“Rezemos por eles”, disse o responsável, citado pela Reuters.

O fogo terá começado numa loja de móveis, que se encontra no terceiro andar daquele centro comercial, mas rapidamente se alastrou para o andar superior. A causa do fogo é, para já, desconhecida, mas as autoridades já estarão a investigar.

A filha do presidente das Filipinas, Sara Duterte, é a presidente da câmara desta cidade e também já esteve no local.

Seis pessoas foram resgatadas com vida e estão nesta altura hospitalizadas.

Esta é mais uma catástrofe que as Filipinas se veem a braços este fim-de-semana, já que o território foi atingido por uma tempestade tropical que já provocou pelo menos 200 mortos no sul do país. Este número ainda poderá aumentar nas próximas horas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Sindicatos

Vivam as greves livres

Nuno Cerejeira Namora

Estes movimentos têm de ser encarados como o sintoma de um mal maior: a falência do sindicalismo tradicional e a sua incapacidade de dar resposta às legítimas aspirações dos seus filiados.

Sri Lanka

Ataque terrorista à geografia humana de Portugal

Vitório Rosário Cardoso

É quase indissociável desde o século XVI na Ásia marítima a questão de se ser católico e de se ser Português porque afirmando-se católico no Oriente era o mesmo que dizer ser-se Português. 

Museus

Preservação do Património Cultural

Bernardo Cabral Meneses

As catástrofes ocorridas no Rio de Janeiro e em Paris deverão servir de exemplo para ser reforçada a segurança contra incêndios nos edifícios e em particular nos museus portugueses.

Liberdades

Graus de liberdade /premium

Teresa Espassandim

Ninguém poderá afirmar que é inteiramente livre, que pouco ou nada o condiciona, como se a liberdade significasse tão só e apenas a ausência de submissão e de servidão.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)