Jordi Pujol Ferrusola, o filho mais velho do ex-presidente do Governo regional da Catalunha Jordi Pujol, saiu esta quarta-feira da prisão de Soto del Real, em Madrid, depois de pagar uma caução no valor de meio milhão de euros. O montante foi reunido por familiares e amigos.

Pujol Ferrusola deixou a prisão depois das 19h, com pelo menos duas grandes malas nas quais levava os seus pertences. Pujol Ferrusola não fez declarações aos jornalistas e seguiu num carro particular até ao Tribunal Nacional para completar os procedimentos exigidos. O juiz irá requerer formalmente e oficialmente que Pujol Ferrusola fique impedido de gerir direta ou indiretamente o seu património.

A caução de meio milhão de euros foi imposta pelo juiz do Tribunal Nacional José de la Mata a 22 de dezembro, depois de o advogado de Pujol Ferrusola ter pedido para baixar a caução estabelecida em abril, no valor de três milhões de euros. Apesar de o Ministério Público se ter oposto, defendendo que a liberdade de Pujol Ferrusola podia prejudicar as investigações, o juiz acabou por baixar o valor da caução, agora paga.

O filho do ex-presidente catalão Jordi Pujol estava em prisão preventiva desde abril deste ano enquanto decorriam as investigações sobre o alegado branqueamento e ocultação de capitais no valor de 30 milhões de euros.

Jordi Pujol “Jr.” preso por alegado desvio de mais de 30 milhões de euros