Uma mulher de 36 anos foi atacada com ácido na passada quarta-feira, em Canary Wharf, em Londres, Reino Unido, noticia a Ski News. A vítima, que estava sozinha no momento do ataque, sofreu queimaduras graves na cara e numa perna. De acordo com dados recolhidos na investigação, confirmou-se que a substância usada para queimar a mulher de 36 anos foi uma “solução de ácido forte”.

O alerta foi dado às autoridades por volta das 19 horas do dia 27 de dezembro, depois de a mulher ter sido queimada com ácido. A polícia foi chamada a partir da rua Westferry, no leste de Londres. Ainda não foram identificados suspeitos nem detidos. A vítima não conseguiu ver o atacante. Está a decorrer uma investigação e as filmagens das câmaras de filmar estão a ser analisadas.

Este é apenas mais um caso de ataque com ácido ocorrido em Londres nos últimos tempos. O caso mais recente aconteceu no final de setembro quando seis pessoas ficaram feridas na sequência de vários ataques levados a cabo por um grupo de homens nas imediações de um centro comercial, que terão borrifado ácido sobre as vítimas.

Seis feridos num ataque com ácido em Londres

Em junho, um adolescente de 16 anos foi detido por suspeitas de envolvimento em cinco ataques com ácidos que feriram várias vítimas. Numa mesma noite, aconteceram cinco ataques em Londres, nos bairros de Hackney, Stoke Newington e Islington. Todas as vítimas foram atingidas na cara e tiveram de ser levadas para o hospital.