Rádio Observador

Vinho

“Pop!” 18 propostas de espumantes a tempo da passagem de ano

282

Seis garrafeiras, em Lisboa e Porto, aceitaram o desafio: escolher 18 espumantes com as borbulhas perfeitas para brindar ao novo ano. Para entrar em 2018 com o copo certo na mão.

Garrafeira Tio Pepe

Rua Engenheiro Ferreira Dias 51, Porto
Tel. 226 184 656

A garrafeira portuense existe desde 1986 e foi beber conhecimento ao negócio do vinho que corre na família há três gerações (distribuição de vinho iniciada em 1940) — atualmente é Luís Cândido quem está à frente da garrafeira. Destaque para a seleção de Vinhos do Porto, com rótulos que viajam desde 1900 até aos anos mais recentes. Vinhos de mesa também são motivo de amor maior nesta casa que, a pensar na passagem de ano, escolheu três espumantes muito diferentes: Castelo D’ Alba Special Cuvée Douro 2014, Quinta do Ortigão Cuvée Bairrada 2012 e Soalheiro Espumante Bruto Alvarinho 2016.

Garage Wines

Avenida Menéres 681, Matosinhos
Tel. 220 982 360

A Garage Wines abriu as portas em outubro de 2013 para dar expressão aos vinhos produzidos em pequenas quantidades, que contrariam a lógica de produção massificada. Ivone Ribeiro é quem dá como sugestão os espumantes Quinta das Bágeiras Super Reserva 2014, Real Senhor Blanc des Noirs Velha Reserva 2013 e Borga Bruto 2009.

Garrafeira Imperial

Rua do Alecrim 47 A, Lisboa
Tel. 211 521 753

A garrafeira partilha espaço e morada com o restaurante Tapas Bar 47 e é uma das mais recentes da capital. O destaque é para os vinhos portugueses, muito embora rótulos de outros países do velho mundo estejam entre as suas prateleiras. A pedido do Observador, Maristela Lima escolheu dois espumantes do Douro — Vértice Pinot Noir 2007 e Vértice Rosé Brut 2014 — e um da Bairrada, Água Viva da Niepoort 2013.

Wines 9297

Rua Professor Simões Raposo 9B, Lisboa
Tel. 966 179 606

O projeto familiar é fruto da paixão de um casal pelo universo vinícola, que batizou a garrafeira em homenagem aos dois filhos (que nasceram em 1992 e em 1997). Helena Pereira é quem prova os vinhos que chegam às prateleiras do espaço, com morada em Telheiras, e quem escolhe três espumantes da Bairrada: Hibernus Grande Cuvée 2014, Luiz Costa 2014 e Lopo de Freitas 2012.

Mercearia do Vinho

Travessa André Valente 4, Lisboa
Tel. 213 460 732 / 919 850 754

Artur Paranhos, à frente da garrafeira que hoje ocupa o que em tempos foi uma antiga mercearia, gosta de conversar e procura aconselhar os seus clientes o melhor possível. Ao Observador sugere três espumantes para três momentos específicos no dia 31: Hehn Espumante Reserva Bruto 2011, Hehn Espumante Rosé Bruto 2012 e Murganheira Super Reserva Meio Seco 2006, todos da pequena região de Távora-Varosa.

Garrafeira de Santos

Santos-O-Velho 74, Lisboa
Tel. 213 960 021

Francisco Dias trabalhou durante mais de dez anos como enólogo e, em maio de 2013, abriu esta pequena garrafeira no bairro de Santos. O homem que tem por hábito anotar o gosto dos clientes dá sugestões que vão da Bairrada ao Alentejo: Filipa Pato 3B Rosé, Cartuxa Espumante Bruto 2011 e Murganheira Touriga Nacional Blanc Noir 2009.

Os vinhos sugeridos seguem em fotogaleria por ordem de garrafeira mencionada, do valor mais baixo ao mais alto.

Não queremos ser todos iguais, pois não?

Maio de 2014, nasceu o Observador. Junho de 2019, nasceu a Rádio Observador.

Há cinco anos poucos acreditavam que era possível criar um novo jornal de qualidade em Portugal, ainda por cima só online. Foi possível. Agora chegou a vez da rádio, de novo construída em moldes que rompem com as rotinas e os hábitos estabelecidos.

Nestes anos o caminho do Observador foi feito sem compromissos. Nunca sacrificámos a procura do máximo rigor no nosso jornalismo, tal como nunca abdicámos de uma feroz independência, sem concessões. Ao mesmo tempo não fomos na onda – o Observador quis ser diferente dos outros órgãos de informação, porque não queremos ser todos iguais, nem pensar todos da mesma maneira, pois não?

Fizemos este caminho passo a passo, contando com os nossos leitores, que todos os meses são mais. E, desde há pouco mais de um ano, com os leitores que são também nossos assinantes. Cada novo passo que damos depende deles, pelo que não temos outra forma de o dizer – se é leitor do Observador, se gosta do Observador, se sente falta do Observador, se acha que o Observador é necessário para que mais ar fresco circule no espaço público da nossa democracia, então dê o pequeno passo de fazer uma assinatura.

Não custa nada – ou custa muito pouco. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: acmarques@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)