Depois do Stelvio, a Alfa Romeo quer continuar a explorar o filão do momento – os SUV e crossovers. Na calha estará já uma proposta de maiores dimensões, dotada de uma motorização semi-híbrida, que pretende medir forças com rivais como o Audi Q7, o BMW X5, o Mercedes GLE e o Volvo XC90.

Segundo a britânica Auto Express, o futuro modelo assentará na plataforma já estreada no Giulia e empregue no Stelvio, ainda que redimensionada. Opção que, acrescenta a publicação, visa essencialmente poupar nos custos de desenvolvimento.

A possibilidade da marca italiana vir a contar com um SUV maior que o Stelvio já havia sido, de certa forma, admitida pelo responsável técnico da companhia, Roberto Fedeli:

O Stelvio é, sem dúvida, um exemplo do ADN Alfa. O que é que nos impede de pensar na transferência desse mesmo ADN, para um carro um pouco maior?”

Fedeli sugeriu, inclusivamente, a possibilidade desse novo SUV poder vir a beneficiar de algum tipo de electrificação, embora não na forma de um híbrido plug-in. Ao invés, o modelo deverá receber, sim, um sistema semi-híbrido focado mais na performance que na eficiência. Capaz, por exemplo, de ajudar a garantir potências pouco acima dos 400 cv (406, mais concretamente), tendo por base um quatro cilindros 2,0 litros a gasolina, conjugado com um sistema eléctrico de 48V com turbocompressor.

O mesmo interlocutor avançou ainda que o novo SUV topo de gama da casa de Arese deverá apresentar um acréscimo de peso, face ao Stelvio, na ordem dos 200 kg, resultado não apenas do aumento das dimensões, mas também da adopção do já referido sistema de propulsão semi-híbrido.

Novos Giulietta e 4C também na calha

Mostrar Esconder

A versão de produção do novo SUV não deverá acontecer antes do final da década, altura em que também deverá surgir o novo Giulietta. Por enquanto, as dúvidas centram-se no futuro do 4C – se será melhor evoluir o modelo já existente, ou se, pelo contrário, a solução é refazer o pequeno desportivo desde a base, utilizando para isso uma nova plataforma e motor.

Neste momento, os engenheiros da Alfa Romeo estão já na fase de testes no simulador, sendo que a resposta do sistema semi-híbrido “não tem sido nada má”, reconheceu o responsável técnico da marca italiana.

Recorde-se que da estratégia da Alfa Romeo (2017-2020) fazem parte não somente dois novos SUV (o que agora se anuncia e um outro, para posicionar abaixo do Stelvio), um hatchback (o novo Giulietta?) e dois novos modelos mais especiais – um dos quais, muito provavelmente o 4C, que tem já actualização agendada para 2018.