Construtor automóvel com uma ambiciosa estratégia no domínio do automóvel eléctrico, a Volkswagen parece começar a ver, desde já, resultados dessa política. Nomeadamente, com a versão eléctrica daquele que é um dos seus principais best-sellers, o Golf. Cuja variante com zero emissões, o e-Golf, se prepara para ver a sua produção duplicar, em virtude do aumento da procura.

Os responsáveis da marca de Wolfsburgo anunciaram a decisão de aumentar de um para dois turnos a capacidade de produção do e-Golf naquela que é conhecida como a Fábrica Transparente de Dresden, na Alemanha. Isto vai permitir que, ao invés dos actuais 35 carros que actualmente se produzem por dia nessa linha de montagem, passem a ser fabricados 70. A que corresponde um aumento das actuais 1.050 unidades produzidas por mês, para 2.100.

Ainda assim, e devido à necessidade de adequar todos os aspectos relativos à produção, a Volkswagen também refere que o aumento da produção será feito de forma gradual, a partir de Março de 2018.

Volkswagen e-Golf com 300 km de autonomia

O actual Volkswagen e-Golf está equipado com uma bateria de iões de lítio de 35,8 kWh, a anunciar uma autonomia até 300 km, segundo o ciclo NEDC. Ou seja, mais 110 km que na anterior geração, com bateria de 24,2 kWh. Até porque, saliente-se, o consumo médio de energia permanece inalterado, nos 12,7 kWh/100 km.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ao mesmo tempo, o motor eléctrico oferece igualmente mais 21 cv – passou dos 115 para os 136 cv -, além de mais 20 Nm de binário – tem agora 290 Nm, contra os anteriores 270. Melhorias que, entre outros aspectos, permitem-lhe acelerar dos 0 aos 100 m/h em 9,6 segundos (10,4 na geração anterior), para atingir a velocidade máxima de 150 km/h (+10 Km/h que o antecessor).

Em termos de carregamentos, o e-Golf anuncia, quando numa tomada de 2,3 kW, cerca de 13 horas e 15 minutos para repor 80% da carga nas baterias, ao passo que, num ponto de carga de 7,2 kW, é possível carregar em aproximadamente 4 horas e 15 minutos. Já com o sistema CCS (Combined Charging System), o qual permite uma potência de carga de 40 kW, o abastecimento por ser feito em apenas 45 minutos.