Presidente Trump

Trump diz que EUA darão ajuda ao povo iraniano quando for “o momento adequado”

O presidente dos Estados Unidos declarou que a ajuda ao povo iraniano vai chegar "no momento adequado". As manifestações no Irão começaram na quinta-feira e já fizeram 21 mortos.

MICHAEL REYNOLDS/EPA

O Presidente norte-americano, Donald Trump, disse esta quarta-feira que, “no momento adequado”, os Estados Unidos darão apoio ao povo iraniano, referindo que tem “muito respeito” por quem tenta “recuperar o controlo de um governo corrupto”.

“Muito respeito pelo povo do Irão que tenta recuperar o controlo do seu governo corrupto. No momento adequado verão um grande apoio dos Estados Unidos!”, escreveu esta quarta-feira Trump na sua conta do Twitter.

As manifestações contra a política económica do governo iraniano começaram na passada quinta-feira na cidade de Mashad – a segunda maior do país – estendendo-se depois a várias outras localidades, entre as quais a capital, Teerão.

Os protestos resultaram, até ao momento, em pelo menos 21 mortos, e centenas de detenções entre os manifestantes.

Esta quarta-feira, milhares de iranianos manifestaram-se em várias cidades iranianas, mas a favor do regime, gritando “Morte aos Estados Unidos, morte a Israel”.

Desde os primeiros dias de protestos que Trump tem enviado mensagens de apoio aos manifestantes, com comentários sobre a situação política e económica do Irão: na segunda-feira afirmou ter chegado “a hora da mudança” no país, e no domingo acusou o governo de Teerão de “bloquear a Internet” para impedir as comunicações entre os manifestantes.

A porta-voz da Casa Branca, Sarah Huckabee Sanders, afirmou na terça-feira que as mensagens de Trump não se referiam a uma mudança de regime no Irão, mas sim a um apelo para que o povo iraniano possa usufruir de “direitos humanos básicos” e para que Teerão deixe de “patrocinar o terrorismo”.

Ainda assim, na mensagem desta quarta-feira — que refere que “o povo do Irão tenta recuperar o controlo do seu governo corrupto” — Trump parece ir mais longe, numa referência a eventuais alterações políticas no país.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Operação Marquês

Porque é que só há uma Ana Gomes?

Rui Ramos

A sociedade portuguesa gera rotação no poder quando o dinheiro acaba, como vimos em 2002 ou em 2011. Mas já não gera alternativas, como constatámos em 2015 com o regresso dos colegas de Sócrates.

Corrupção

Traição à pátria

Paulo de Almeida Sande

Quando nos perguntamos por que razão Portugal se arrasta na cauda da Europa parte da resposta é o BES, os Vistos Gold, o Face Oculta, o BPN, a PT, a operação Marquês, a Moderna, o Freeport, etc., etc.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site