José Luís Arnaut vai ser o novo “chairman” da ANA — Aeroportos de Portugal, escreve o Jornal de Negócios. O advogado, que ocupava o cargo de presidente da assembleia-geral da ANA, vai substituir Jorge Ponce de Leão, nomeado para presidente da NAV Portugal em dezembro último.

A substituição foi formalizada esta quinta-feira e, em declarações ao Jornal de Negócios, José Luís Arnaut diz ter uma longa ligação com a francesa Vinci, que detém a ANA a 100% — ele mesmo esteve envolvido na candidatura da Vinci à privatização da ANA.

A venda da ANA ao grupo francês Vinci foi anunciada a 27 de dezembro de 2012, grupo que pagou mais de três mil milhões de euros pela gestora dos aeroportos nacionais.

“Estou lá dentro. É uma transição natural, a de presidente da AG para ‘chairman’. Não altera em nada a minha relação, seja com a Goldman Sachs ou com o escritório de advogados”, disse Arnaut ao Jornal de Negócios. Arnaut tem pela frente a grande prioridade do grupo, isto é, o aumento da capacidade aeroportuária na capital.

Jorge Ponce de Leão afirmou ao jornal que esta é uma “sucessão natural”, adiantando que “É uma pessoa que conhece bem a empresa e que tem uma relação de muitos anos com o acionista”.

Em resposta à agência Lusa no início de dezembro passado, fonte oficial da ANA indicou que a substituição de Ponce de Leão na presidência do Conselho de Administração só aconteceria este ano.

A mesma fonte recordou que as funções do então ‘chairman’ terminariam em 31 de dezembro de 2017, na sequência da nomeação pelo Governo para Ponce de Leão presidir à NAV, gestora do tráfego aéreo nacional.

Jorge Ponce de Leão deixa as funções de presidente do Conselho de Administração da ANA, que exercia desde agosto de 2012, empresa na qual foi igualmente presidente executivo, cargo em que foi substituído no final de março por Carlos Lacerda.