O treinador do FC Porto considerou a arbitragem de Fábio Veríssimo no jogo dos ‘dragões’ contra o Feirense, da 16.ª jornada da I Liga de futebol, como “a mais infeliz” que já viu. Apesar da vitória por 2-1, os ‘azuis e brancos’, que falam numa época de “contra tudo e contra todos”, queixam-se de “sete erros graves do árbitro”, que expulsou Felipe na reta final da partida, e que levaram o clube a apresentar “um exposição ao Conselho de Arbitragem” da Federação.

“Acho que foi uma noite infeliz, talvez o jogo que eu vi, em toda a minha carreira, em que o árbitro foi mais infeliz na sua prestação. Aconteceu-nos em três jogos este ano: antes do ‘clássico’ [Aves], antes do dérbi [Benfica-Sporting] e no nosso jogo com o Benfica. Foram três noites infelizes por parte da equipa de arbitragem, incluindo o videoárbuitro (VAR)”, começou por dizer, na conferência de imprensa de antevisão do jogo frente ao Vitória de Guimarães.

O treinador do FC Porto lembrou ainda o jogo frente ao Benfica, que terminou com um empate sem golos e com os ‘dragões’ a reclamarem uma grande penalidade e um golo mal anulado.

“Ouvi alguém dizer que os árbitros devem consultar mais vezes os aparelhos que têm à disposição, nomeadamente os ecrãs e consultar mais vezes o VAR. Mas aquilo que eu gosto mesmo é de pessoas coerentes e com um discurso coerente. Lembro-me do jogo com o Benfica no Dragão, onde se calhar se o Jorge Sousa fosse ver a mão do Luisão na área, teria marcado penálti. Lembro-me de nessa altura dizerem que estavam ali para falar do jogo, não de arbitragens. Enfim, foi muito merecida a nossa vitória, por tudo o que se passou. Foi a arbitragem mais infeliz a que assisti enquanto jogador e treinador”, referiu.

Sérgio Conceição revelou-se ainda preocupado com os castigos de Herrera e Felipe, deixando o plantel desfalcado, mas mesmo assim acredita que o grupo vai conseguir “levar água ao moinho” e alcançar o objetivo.

“Quando vejo a situação do Herrera, quando teve um gesto merecedor de cartão amarelo, é expulso, podiam dar um jogo e dão dois… fico preocupado. Vejo a expulsão do Felipe e fico preocupado, porque não é justo. Mas temos de encontrar uma forma de dar a volta às situações menos positivas. Mas preocupa-me, claro que sim. No nosso jogo com Sporting não houve casos, foi um empate. Em todos os outros jogos, que empatámos, houve situações que me preocupam e à medida que andamos no campeonato acontecem de forma mais frequente. Fico preocupado. Mas temos uma equipa forte e competitiva, temos um espírito fantástico, vontade, ambição enorme de conquistar títulos. Estão a acontecer certas e determinadas situações que nos deixam alerta, mas temos conseguido levar a água ao nosso moinho. Vai ser luta conta tudo e contra todos”, esclareceu ainda.

O FC Porto, líder do campeonato com 42 pontos, recebe, pelas 20:15 de domingo, o Vitória de Guimarães, sétimo com 23 pontos.