Na justiça como no campo: numa jogada de antecipação com a habitual visão que o distingue como um dos melhores médios da atualidade, Luka Modric decidiu avançar com o pagamento de cerca de um milhão de euros ao Fisco espanhol, evitando assim a possibilidade de enfrentar pena de prisão por fraude fiscal.

A notícia foi avançada esta terça-feira pelo El Mundo: na semana em que teria de apresentar-se em tribunal para responder às conclusões da investigação da Agência Tributária, o internacional croata quis resolver o assunto através de um acordo com a acusação, que falava na existência de dois delitos fiscais, em 2013 e 2014, no valor total de 870 mil euros, a que acrescem agora outros custos para o tal milhão de euros entregue pelo jogador.

Recorde-se que, através do polémico “Football Leaks”, um trabalho de investigação conjunto entre vários órgãos internacionais através de documentos conseguidos pelo Der Spiegel, ficou a saber-se há cerca de um ano que Luka Modric teria desviado os proveitos publicitários através da sociedade Ivano, gerida pela mulher Vanja Bosnic. Tendo começado com um capital de 3,6 milhões de euros, passou para seis milhões um ano depois, naquilo que foi considerado pelo Fisco espanhol como uma simulação para não pagar impostos sobre essas quantias.