Reino Unido

Parlamento britânico: 160 tentativas de acesso a sites pornográficos por dia

531

Os deputados e o staff do Parlamento britânico tentaram aceder a sites pornográficos no Parlamento 160 vezes por dia desde junho. Só em setembro, registaram-se mais de nove mil tentativas.

Apesar dos números surpreendentemente altos, o relatório revela um decréscimo ao longo dos anos

Dan Kitwood/Getty Images

Que Westminster tem um problema com a pornografia, já todos tínhamos percebido. Mas que era um problema tão grande, ninguém imaginava. Dados divulgados a pedido da Press Association indicam que, desde junho de 2017 – data das últimas eleições – deputados e staff das Casas do Parlamento tentaram aceder a sites pornográficos 24.473 vezes. Sim, mais de 24 mil vezes.

Os números equivalem 160 tentativas diárias de aceder a pornografia através do computador ou do telemóvel – enquanto estão ligados a rede de internet parlamentar. Os dados agora divulgados revelam um pico de acessos no passado mês de setembro: apenas nesses 30 dias, foram registados 9.467 acessos a sites pornográficos, tanto da Casa dos Comuns como da Casa dos Lordes.

Ainda assim, e apesar dos números verdadeiramente surpreendentes, o relatório mostra um decréscimo nos acessos nos últimos anos. Em 2016, o sistema informático do Parlamento bloqueou 113.208 mil acessos, quando em 2015 tinham sido 213.020.

Um porta-voz do Parlamento disse ao The Guardian que “todos os sites pornográficos estão bloqueados pela rede de computadores do parlamento”. E acrescenta que “a grande maioria das tentativas não são deliberadas”, já que “esta informação mostra tentativas de aceder aos sites e não visitas reais”.

Ao jornal inglês, este porta-voz alerta para o facto de estes números também dizerem respeito a todas as pessoas que se conectam à rede wifi reservada aos convidados do Parlamento.

A notícia surge menos de um mês depois de Damian Green, número dois do Governo de Theresa May, ter apresentado a demissão após serem encontrados milhares de ficheiros com conteúdos pornográficos num dos seus computadores no Parlamento britânico.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)