O presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump, disse esta terça-feira que venceria Oprah Winfrey em eleições para a presidência norte-americana, segundo a agência de notícias Reuters.

A reação de Donald Trump surge depois de o discurso da apresentadora nos Globos de Ouro — onde recebeu o prémio carreira — ter motivado novas especulações sobre uma possível candidatura de Oprah Winfrey à presidência do país.

Sim, eu iria vencer à Oprah. Seria muito divertido“, comentou Donald Trump numa conversa com jornalistas na Casa Branca esta terça-feira. “Eu conheço-a muito bem, gosto da Oprah. Não acho que ela vá candidatar-se”, disse ainda.

Quando discursou ao aceitar o prémio carreira nos Globos de Ouro, Oprah Winfrey disse que o tempo dos “homens brutalmente poderosos” — numa referência aos recentes casos de abusos sexuais denunciados por estrelas de Hollywood — “chegou ao fim”.

Oprah Winfrey emociona plateia dos Globos de Ouro: “O tempo deles chegou ao fim”

“As mulheres não foram ouvidas ou levadas a sério se falassem contra os homens poderosos durante demasiado tempo, disse a apresentadora.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Quero que todas as meninas que estão a assistir a isto saibam que há um novo dia à vista. E quando esse dia finalmente nascer, vai ser por causa de muitas mulheres magníficas — muitas delas aqui presentes nesta sala esta noite — e por causa de alguns homens fenomenais que lutam para ter a certeza de que se tornarão nos líderes que nos levarão para o tempo em que mais ninguém terá de dizer ‘eu também’ outra vez”, rematou Oprah Winfrey.

O discurso motivou apoios a uma candidatura de Oprah à presidência dos EUA. Na segunda-feira, fontes próximas da apresentadora disseram à imprensa norte-americana que Oprah Winfrey estará mesmo a ponderar uma candidatura à presidência.

Oprah quer (mesmo) ser presidente dos Estados Unidos da América. Dizem os seus amigos