Depois da apresentação da edição limitada Styled by Courrèges, o E-Mehari volta a estar sob as luzes a ribalta, graças à sua mais recente actualização, a qual passa não só por um aumento da potência, mas também por um interior renovado, assim como por uma carroçaria, a partir de agora, mais estanque. Tudo graças à disponibilização de um hard-top completo, a juntar à inclusão de vidros nas portas.

Começando pelo sistema propulsor, o renovado Citroën E-Mehari passa a anunciar mais 20% de “força”, cortesia de um motor eléctrico que consegue oferecer 140 Nm de torque, ainda que apenas por breves momentos possa atingir 166 Nm de binário.

Recorrendo a baterias de polímeros de lítio, o eléctrico francês anuncia ainda uma autonomia de 195 km, segundo o (optimista) ciclo NEDC, com o fabricante a assegurar que a reposição total da carga se processa em 10,5 horas, num sistema de carregamento rápido de 16 amperes. Nas tomadas domésticas, o tempo que demora a carregar por completo as baterias sobe para 16,5 horas.

Eléctrico à prova de água

Já no habitáculo, o E-Mehari passa a apresentar novos bancos dianteiros, não apenas ajustáveis em oito posições, como também equipados com o sistema Easy-Entry, para um mais fácil acesso aos lugares de trás. Além de, claro está, toda uma série de espaços de arrumação, que ajudam à funcionalidade do eléctrico francês, e de um tablier redesenhado, que passa a assemelhar-se mais a outros modelos da marca, como o C3 ou o C4 Cactus.

Opções como a carroçaria em plástico, ou a maior altura ao solo, permanecem, tal como se mantém a possibilidade de lavar todo o carro à mangueira, tanto por fora como por dentro. Neste caso, graças aos estofos à prova de água, aos revestimentos especiais das portas e ao piso em borracha.

[jwplatform iBRbPpgH]