Vistos Gold

Investimento dos vistos ‘gold’ recua 3,4% em 2017 para 844 milhões de euros

O investimento captado através dos vistos 'gold' foi de 844 milhões de euros em 2017, um recuo de 3,4% face a 2016, ano em que o valor atingiu os 874 milhões de euros.

LUSA

O investimento captado através dos vistos ‘gold’ recuou 3,4% em 2017, face a 2016, para 844 milhões de euros, tendo sido atribuídos 1.351 vistos dourados, de acordo com os dados do Serviço de Estrangeiros e Fronteiras (SEF). No total do ano passado, o investimento resultante das Autorizações de Residência para a atividade de Investimento (ARI) atingiu 844.088.897,77 euros, menos 3,4% que os 874.444.320,10 euros de 2016, tendo sido atribuídos 1.351 vistos ‘gold’.

Do total do investimento captado em 2017, o requisito da aquisição de bens imóveis continua a ser a grande fonte, com 770.640.332,93 euros. Deste montante, 743.699.901,22 euros corresponde à compra de imóveis no valor igual ou superior a 500 mil euros e 26.940.431,71 euros por via da aquisição de bens imóveis para reabilitação urbana, no montante global igual ou superior a 350 mil euros.

O critério de transferência de capitais angariou 73.448.564,84 euros no ano passado. Em 2017, foram concedidos 1.351 vistos dourados, 70 pela transferência de capitais e dois pela criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho. Por via do requisito de compra de imóveis, foram atribuídos 1.279 vistos, dos quais 75 para a reabilitação urbana.

O critério de atribuição de vistos para a reabilitação urbana, cujo o montante investido deve ser igual ou superior a 350 mil euros, entrou em vigor em 3 de setembro de 2015. Só no mês de dezembro, o investimento realizado foi de 30.403.224,21 euros, menos 44% do que em novembro (54.589.213,55 euros) e uma quebra de 65% relativamente a igual mês de 2016 (87.482.100,72 euros).

Do montante total angariado em dezembro, 1 milhão de euros resultou da transferência de capitais e 29.403.224,21 euros pela compra de imóveis. Do total obtido na compra de imóveis, 2.612.766,71 euros foi obtido pelo critério de reabilitação urbana.

Em dezembro foram atribuídos 48 vistos, um por transferência de capital e 47 pela compra de bens imóveis, dos quais sete para reabilitação urbana. O primeiro visto ‘gold’ para reabilitação urbana foi concedido em julho de 2016.

Em termos acumulados – desde que os vistos dourados começaram a ser atribuídos, de 08 de outubro de 2012 até dezembro último -, o investimento total captado com as ARI atingiu os 3.411.265.842,39 euros, dos quais 324.898.160,46 euros por transferência de capital e 3.086.367.681,93 euros pela compra de bens imóveis.

Desde a criação deste instrumento, que visa a captação de investimento, foram atribuídos 5.553 ARI: dois em 2012, 494 em 2013, 1.526 em 2014, 766 em 2015, 1.414 em 2016 e 1.351 em 2017.

Em termos acumulados, desde a sua criação até final de 2017, foram concedidos 5.243 vistos pelo requisito da aquisição de bens imóveis, dos quais 84 para reabilitação urbana, 302 por transferência de capital, e oito pela criação de, pelo menos, 10 postos de trabalho.

A China lidera a lista de ARI atribuídas (3.588 até dezembro), seguida do Brasil (473), África do Sul (218), Rússia (195) e Líbano (108). Desde 2013 foram atribuídas 9.315 autorizações de residência a familiares reagrupados: 576 em 2013; 2.395 em 2014; 1.322 em 2015; 2.344 em 2016 e 2.678 em 2017.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Política

A hipocrisia das casas da esquerda /premium

Filomena Martins
190

Costa fez negócios de especulação imobiliária com idosos que tanto criticou. Iglesias comprou um chalet de luxo e violou o código de ética que impôs no Podemos. É a hipocrisia moralista da esquerda.

Europa

Falta de confiança  /premium

Manuel Villaverde Cabral

Por todo o lado são cada vez mais os eleitores que se abstêm ou que se viram para os «populistas» que tudo prometem e, até agora, não conseguem mais do que piorar as coisas, aumentando a instabilidade

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)