Vimos e Gostámos

Música, moda e macarons: a regra dos três émes para começar 2018

Música e moda sempre se deram bem. Melhores amigas, diríamos. O ano arranca com colaborações de luxo: Anna Dello Russo desenhou para a Tod's, a JW Anderson calçou All Star e entrou com o pé direito.

Da esquerda para a direita, no sentido dos ponteiros do relógio: nova coleção da Levi's, bolsa Tod's Circus, perfume para a casa Ladurée, pólo Fred Perry x Miles Kane, ténis Converse x JW Anderson e canetas Montblanc The Beatles Edition.

Fred Perry x Miles Kane

Nada como um músico cheio de pinta para dar aquele toque extravagante a uma marca de clássicos como a Fred Perry. Miles Kane, vocalista de The Last Shadow Puppets, puxou pelas influências do sportswear e desenhou sete peças em sintonia com o espírito da marca britânica. Destaque para um polo de malha com botões e bolsos, tipicamente inglês mas com ares de modernidade, e para um fato de treino em veludo preto, esse sim ao alcance dos mais arrojados. Bem dissemos que estas vestimentas estão de volta. Agora, Miles Kane e a Fred Perry não nos deixam mentir. As peças custam entre 110€ e 140€.

Miles Kane, vocalista dos The Last Shadow Puppets, desenhou uma coleção de sete peças para a Fred Perry

Tod’s Circus

À primeira vista, a coleção parece um tanto ou quanto arrojada para o estilo clássico da Tod’s, mas há uma explicação. A marca italiana convidou Anna Dello Russo para dar o seu toque circense a uma edição especial de sapatos e malas e o resultado está à vista. Discrição não faz parte do dicionário desta especialista em moda, por isso o circo está montado. Há palhaços, elefantes e outras personagens daquele que é conhecido como o maior espetáculo do mundo. Por outro lado, a qualidade das peças é inquestionável, afinal falamos de uma marca que produz artigos em pele há mais de 100 anos. Das malas aos porta-moedas, dos ténis e mocassins às capas de iPhone, Tudo na coleção Tod’s Circus é uma peça statement e custa como tal. As peças mais baratas custam 290€, as mais caras chegam a 2200€ e estão à venda na loja online.

Fiel à extravagância de Anna Dello Russo, a coleção Tod’s Circus é composta por sapatos, malas, porta-moedas e capas de iPhone

Perfumes para a casa Ladurée

Nem tudo neste salão de chá à francesa se resume a macarons. Na abertura, em outubro, a Ladurée já tinha surpreendido com uma ementa de refeições ligeiras e pequenos acessórios, mas as novidades não param de chegar de Paris. Em 2018, o salão recebe a linha de fragrâncias para o lar da marca. Os frascos são dignos do boudoir de Marie Antoinette e os seis aromas elaborados a pensar em diferentes ambientes. As boas novas não ficam por aqui. Em janeiro, o salão da Avenida da Liberdade recebe também novos livros dignos de colecionador, entre eles dois álbuns de receitas da casa, um de salgados e outro só com doces. Custam 30€. O preço dos perfumes é 40€.

Poudre-de-Riz, uma das seis fragrâncias para a casa da Ladurée, agora à venda no salão de Lisboa

Converse x JW Anderson

Imagine os velhinhos All Star carregados de glitter e todos “monogramados”. Bem, agora já não precisa de imaginar, porque o designer Jonathan Anderson fez o favor de materializar esta visão tão deliciosa. Era uma das colaborações mais aguardadas da reta final de 2017 e chegou finalmente. A coleção Converse x JW Anderson é composta por oito modelos unissexo, e os que não são brilhantes e coloridos (os nossos favoritos são os bicolor), têm a assinatura do criador escarrapachada. Nos últimos tempos, a JW Anderson tem apostado em força nas colaborações com marcas mais comerciais. A última tinha sido com a japonesa Uniqlo, outra boa oportunidade para ter uma peça de designer sem pagar os olhos da cara. Os modelos desenhados para a Converse estão à venda na loja online do criador e custam entre 120€ e 140€.

Jonathan Anderson não poupou no glitter quando desenhou a coleção para a Converse

Montblanc The Beatles Edition

Desde de 2009 que a Montblanc pega em personalidades históricas e em ícones culturais e, mais do que meia dúzia de canetas bonitas (e muito caras), lança edições limitadas e de luxo, pelas quais um verdadeiro fã é bem capaz de sacrificar um mês de refeições variadas. A última coleção Montblanc Great Characters homenageia o famoso quarteto de Liverpool. As identidades visuais dos álbuns Sgt. Pepper’s Lonely Hearts Club Band e Abbey Road, a manchete do Daily Mail que fez eco da chegada da “beatlemania” aos Estados Unidos, a Union Jack e os quatro bigodes de John Lennon, Paul McCartney, George Harrison e Ringo Starr foram alguns dos elementos escolhidos para decorar esta edição de canetas. O universo estético dos The Beatles não acaba aqui, mas era preciso começar por algum lado. Os preços começam nos 920€ e chegam aos 31 600€, no caso da edição limitada a 88 exemplares.

Este é o modelo mais claro da coleção Montblanc Great Characters The Beatles Edition. Custa 31 600€ e só existem 88 exemplares em todo o mundo

Levi’s regressa aos 90s

B-boys e material girls — por momentos, a Levi’s deu folga ao azul da ganga e dedicou uma coleção ao estilo musical que mais marcou o final dos anos 80 e a década de 90, o hip hop. E a malta millennial agradece. As cores claras, os padrões selvagens e as peças chave do vestuário de trabalho americano fazem parte do primeiro avanço da nova temporada, ao mesmo tempo que fogem à regra do guarda-roupa da marca. Estes looks cheiram a primavera, mas o som é aquele beat do Bronx. Entre acessórios e peças mais robustas, os preços vão dos 20€ aos 400€.

Das ruas do Bronx para as lojas, a nova coleção da Levi’s revive a cultura hip hop dos anos 90

“Vimos e Gostámos” é uma rubrica que pretende mostrar os novos lançamentos que vale a pena conhecer.

Agora que entramos em 2019...

...é bom ter presente o importante que este ano pode ser. E quando vivemos tempos novos e confusos sentimos mais a importância de uma informação que marca a diferença – uma diferença que o Observador tem vindo a fazer há quase cinco anos. Maio de 2014 foi ainda ontem, mas já parece imenso tempo, como todos os dias nos fazem sentir todos os que já são parte da nossa imensa comunidade de leitores. Não fazemos jornalismo para sermos apenas mais um órgão de informação. Não valeria a pena. Fazemos para informar com sentido crítico, relatar mas também explicar, ser útil mas também ser incómodo, ser os primeiros a noticiar mas sobretudo ser os mais exigentes a escrutinar todos os poderes, sem excepção e sem medo. Este jornalismo só é sustentável se contarmos com o apoio dos nossos leitores, pois tem um preço, que é também o preço da liberdade – a sua liberdade de se informar de forma plural e de poder pensar pela sua cabeça.

Se gosta do Observador, esteja com o Observador. É só escolher a modalidade de assinaturas Premium que mais lhe convier.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: mgoncalves@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)