O primeiro-ministro do Japão, Shinzo Abe, pediu mais pressão da comunidade internacional para que a Coreia do Norte negoceie e reduza o programa de armamento nuclear.

“A Coreia do Norte deve provar que está à altura dos compromissos assumidos, de destruir o seu arsenal nuclear e os mísseis, de maneira a garantir-se que o processo será integral, provavelmente com controlo externo”, afirmou Shinzo Abe.

O primeiro-ministro japonês falava em Sófia depois de se reunir com o Presidente da Bulgária, Rumen Radev, país que preside neste semestre à União Europeia.

Abe garantiu que não cederá às ameaças da Coreia do Norte e que tudo fará para resolver a ameaça de provas de armamento atómico e mísseis, com o apoio da Europa e em particular da Bulgária.

O primeiro-ministro japonês está a fazer um périplo pela Europa, acompanhado de representantes de trinta empresas japonesas, que inclui visitas a Estónia, Lituânia, Letónia, Bulgária, Sérvia e Roménia.