Venezuela

Vídeo. Venezuelanos esfomeados apedrejam vaca em rancho privado

3.189

A crise na Venezuela agudiza-se e as pessoas estão a assaltar mercados e a perseguir gado, em campo aberto. Surgiu vídeo de grupo a matar uma vaca, imagens não aconselháveis a pessoas mais sensíveis.

Um grupo de homens, cerca de uma dúzia, persegue e apedreja uma vaca até a conseguir derrubar. Estão num campo aberto e de erva verdejante, um rancho privado que invadiram à procura de comida. Quando conseguem derrubar o animal, outros homens que estavam por perto, presumivelmente à procura de outros animais, correm em direção à vaca caída para se servirem de alguma coisa. O vídeo, não aconselhável a pessoas mais sensíveis, chegou às redes sociais nos últimos dias como símbolo da grave crise económica que se vive na Venezuela, e que se agrava de dia para dia.

A Reuters noticiou não só este vídeo da perseguição a gado mas, também, assaltos a supermercados e centros de distribuição de alimentos, não só em Caracas mas, também, na região de Mérida. Apesar da recuperação no preço do petróleo nos últimos meses — superaram os 70 dólares por barril pela primeira vez em três anos –, mas a crise e a inflação continuam a colocar milhões de venezuelanos à beira do desespero.

“Estão a caçar. As pessoas têm fome”, diz o narrador do vídeo que ilustra esse desespero. Um deputado da oposição ao regime de Nicolás Maduro diz que este está longe de ser um caso isolado, assegurando que várias centenas de animais já foram mortos desta maneira: grupos de homens invadem ranchos privados onde sabem que existe gado nas pastagens e matam os animais com pedras e facas.

O vídeo — repetimos, não aconselhável a pessoas mais sensíveis — está a circular nas redes sociais.

“O que estamos a viver é algo bárbaro. O regime desumano de Nicolás Maduro está a ignorar a tragédia que os venezuelanos estão a viver”, escreveu no Twitter Juan Guaido, outro membro da oposição ao governo de Maduro.

FOTO: Marcus Bello/REUTERS

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: ecaetano@observador.pt
Operação Marquês

Porque é que só há uma Ana Gomes?

Rui Ramos
171

A sociedade portuguesa gera rotação no poder quando o dinheiro acaba, como vimos em 2002 ou em 2011. Mas já não gera alternativas, como constatámos em 2015 com o regresso dos colegas de Sócrates.

Só mais um passo

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

E tenha acesso a

  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site