566kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

A terra tremeu em Portugal. As reações nas redes sociais

Este artigo tem mais de 5 anos

Portugal tremeu pouco antes do meio-dia desta segunda-feira. Os portugueses recorreram ao Twitter para dar os seus testemunhos e perceber se tinham sido os únicos a sentir o abalo.

i

Observador

Observador

Um terramoto de magnitude 4.9 foi registado esta segunda-feira às 11h51 e sentido no centro do país, confirmou o Instituto Português do Mar e da Atmosfera. O sismo, que foi sentido em Lisboa e no Alentejo, teve origem a oito quilómetros de Arraiolos e a 16 quilómetros de profundidade. É o maior sismo registado pelo menos desde 17 de dezembro em Portugal, mas não terá causado quaisquer danos materiais.

Sismo de magnitude 4,9 é o maior dos últimos 20 anos. Foi sentido num raio de 280 quilómetros

Os portugueses recorreram às redes sociais para perceber o que se tinha passado e darem os seus testemunhos. Em poucos minutos, o Twitter encheu-se de utilizadores a perguntar se o abalo tinha sido sentido por outras pessoas: mas também de várias piadas e brincadeiras.

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

O sismo foi sentido no Bairro Alto, no Barreiro e em Vila Franca de Xira.

Rodrigo Saraiva, um dos fundadores da Iniciativa Liberal, contou no Twitter que estava num 6.º andar, perto do Marquês de Pombal, e sentiu o abalo.

Um turista espanhol escreve que o sismo teve uma “intensidade bastante decente”.

Mas também há quem tenha aproveitado o sismo desta segunda-feira para fazer algumas piadas.

https://twitter.com/Henriqu93494082/status/952875455962640385

No Facebook, a marca de preservativos Control também fez uma brincadeira com o sismo.

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.