Incêndios

Fogo de grandes proporções perto da Gare do Oriente já está controlado

302

Um incêndio deflagrou num armazém chinês perto da Gare do Oriente, em Lisboa. O alerta foi recebido pelos bombeiros às 18h11. Já foi dado como controlado pelos bombeiros. Não há feridos.

André Carrilho/ Observador

Um fogo de grandes proporções deflagrou perto da zona da Gare do Oriente, na Avenida de Berlim, perto da Avenida Infante Dom Henrique. Ao Observador, fonte dos bombeiros garantiu que o fogo já está controlado e que nenhum dos edifícios em torno do armazém está em risco.

Apesar de uma pessoa ter sido assistida por inalação de fumos, não há feridos a registar. Os bombeiros tiraram uma pessoa que estava na cobertura do armazém e garantem que não há ninguém no edifício. Segundo fonte dos bombeiros sapadores de Lisboa adiantou ao Observador, o alerta foi dado às 18h11.

O armazém em questão pertence à empresa Maxina e tem vários tipos de produtos. As duas avenidas contíguas ao incêndio não foram cortadas e a circulação decorre com normalidade.

Augusto Serigato estava dentro do armazém, enquanto cliente, na altura em que começou o incêndio. “Estava no primeiro andar, onde eles têm os sapatos, quando desci vi uma luzes que parecia fogo”, conta. “Começaram à procura de um extintor mas não deu, foi tudo muito rápido”. De acordo com este cliente, o incêndio “começou no rés do chão, alastrou muito rápido, acho que foi curto circuito”. Referiu ainda que dentro da loja havia “montes e montes de caixas e plásticos amontoados”.

Amadeu Miguel, 48 anos, mora num prédio junto ao armazém. “Cheguei a casa às cinco e meia e ainda não havia nada, foi muito rápido”, conta. “As chamas começaram ao pé da porta e depois subiram por ali a cima, muito rápido”. Segundo este morador, “as autoridades chegaram em muito pouco tempo”.

Além do Regimento de Sapadores Bombeiros de Lisboa, estão no local a Proteção Civil, Polícia Municipal, Polícia de Segurança Pública e ambulâncias do INEM.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: dlopes@observador.pt
Eutanásia

Porque vou votar contra a eutanásia /premium

Inês Domingos

Vou votar contra porque acredito que a dignidade humana não se esgota com as nossas capacidades ou com o nosso estado de saúde. Para mim, a dignidade do ser humano persiste até ao último sopro. 

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)