Educação

Perfil do aluno é hoje tema de debate a nível nacional

102

Para a iniciativa do "Dia do Perfil do Aluno" foram convidadas as escolas de todos os níveis e ciclos de ensino. A ideia é que as escolas reflitam precisamente sobre o perfil dos alunos, por um dia.

MARIO CRUZ/LUSA

O novo Perfil dos Alunos à Saída da Escolaridade Obrigatória, que entrou em vigor em julho, será esta segunda-feira alvo de um debate nacional para o qual foram desafiadas todas as escolas e comunidades educativas.

O perfil é “uma matriz comum para todas as escolas” e vertentes de ensino que define os valores, competências e princípios que devem orientar a aprendizagem.

Para a iniciativa nacional do “Dia do Perfil do Aluno”, organizada pelo Ministério de Educação em colaboração com a Federação Nacional de Associações de Estudantes dos Ensinos Básico e Secundário, foram convidadas as escolas de todos os níveis e ciclos de ensino.

A ideia, segundo o ministério, foi lançar o desafio às escolas de por um dia suspenderem a rotina diária e organizarem um momento para reflexão e trabalho em torno do “Perfil dos Alunos”. Além da reflexão de cada escola, está prevista a realização, em Lisboa, de uma conferência nacional, sobre o mesmo tema à qual os estabelecimentos de ensino que se inscreveram na iniciativa poderão participar.

O Perfil dos Alunos não é somente um documento, é um conjunto de competências a desenvolver para termos cidadãos mais aptos, mais sabedores, mais cooperantes, mais conscientes do seu papel na cidadania global”, disse à Lusa o ministro da Educação.

Para Tiago Brandão Rodrigues “é verdadeiramente importante haver dias em que as escolas participam, dando-se voz às comunidades educativas e, em particular, aos alunos”.

“Também estou certo de que o debate que resultará da Conferência Nacional não será um debate estéril, mas sim enriquecido pelos contributos dos vários setores da sociedade que estarão representados”, frisou.

De acordo com a organização, a conferência de Lisboa poderá ser vista via Internet e as escolas podem fazer a abertura e o encerramento da conferência local projetando as intervenções iniciais e finais do evento.

O painel de debate em cada escola, adianta a organização, pode ter individualidades, com reconhecimento à escala regional e/ou nacional sendo autarcas, professores, políticos, deputados, empresários, presidentes de associações profissionais de professores, presidentes de associações de pais.

No evento em Lisboa, que decorrerá na Fundação Champalimaud, está prevista uma intervenção inicial do ministro da Educação e do presidente da Federação Nacional de Associações de Estudantes dos Ensinos Básico e Secundário e a ligação por videoconferência com a Escola Secundária Dom Sancho II, de Elvas.

Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Ligue-se agora via

Facebook Google

Não publicamos nada no seu perfil sem a sua autorização. Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Detalhes da assinatura

Acesso ilimitado a todos os artigos do Observador, na Web e nas Apps, até três dispositivos.

E tenha acesso a

  • Assinatura - Aceda aos dados da sua assinatura
  • Comentários - Dê a sua opinião e participe nos debates
  • Alertas - Siga os tópicos, autores e programas que quer acompanhar
  • Guardados - Guarde os artigos para ler mais tarde, sincronizado com a app
  • Histórico - Lista cronológica dos artigos que leu unificada entre app e site

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Inicie a sessão

Ou registe-se

Ao registar-se está a aceitar os Termos e Condições e a Política de Privacidade.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)