Com o Grupo Volkswagen apostado na mobilidade eléctrica, a Porsche foi incumbida de desenvolver uma nova arquitectura para desportivos de propulsão eléctrica. Com uma condição: a solução será utilizada não só nos futuros modelos do construtor de Estugarda, mas também nos Audi e Lamborghini eléctricos.

Denominada SPE, esta será a terceira plataforma do género a ser desenvolvida no seio do Grupo Volkswagen, exclusivamente para veículos eléctricos. Podendo vir a servir, ao que tudo indica, quer de base para um futuro Audi R8 menos oneroso, quer para impulsionar a transição da Lamborghini rumo às elevadas prestações, sem emissões. Por exemplo, na versão de produção do protótipo Terzo Millennio, que o fabricante de Sant’Agata Bolognese deu a conhecer em Novembro último.

A entrega desta missão à Porsche foi confirmada por um responsável de topo conglomerado germânico, que adiantou ainda à Automotive News que a marca de Estugarda se vai concentrar numa plataforma para veículos eléctricos, destinada a “desportivos de duas portas e superdesportivos”.

Por apurar ficam alguns aspectos relativos a esta nova base, que só deverá dar origem a um modelo concreto, a partir de 2025. Nomeadamente, quanto ao número de motores eléctricos que comportará, ou se, por exemplo, estará preparada para receber a nova tecnologia de baterias de células em estado sólido. Sendo que as fontes ouvidas pela referida publicação não quiseram confirmar se a Audi e a Lamborghini estão já a desenvolver veículos com base nesta nova solução.

SPE é mais uma carta no baralho

O Grupo Volkswagen conta já com duas plataformas específicas para veículos eléctricos – a Modular Electrification Toolkit (MEB), que servirá de base à futura família eléctrica da Volkswagen, I.D., e a Premium Platform Electric (PPE), solução desenvolvida em conjunto pela Audi e pela Porsche que, segundo revelou já o chefe de desenvolvimento da marca dos quatro anéis, Peter Mertens, terá aplicação em três famílias de modelos EV.

Já sobre a futura valência da SPE ninguém quer fazer mais comentários, por o seu lançamento estar ainda “muito longe”.

Recorde-se que o Grupo Volkswagen anunciou já um ambicioso plano estratégico rumo à mobilidade eléctrica, que passa pelo lançamento de 80 modelos electrificados, até 2025. Cinquenta serão 100% eléctricos e 30 híbridos plug-in.

Ao mesmo tempo, o fabricante também assume como objectivo equipar cada um dos 300 modelos que todas as suas marcas comercializam com um sistema de propulsão eléctrico ou híbrido plug-in, até 2030.