Tesla

Model 3 vai ser controlável por voz, promete Musk

Apesar dos problemas no ritmo de produção, o Model 3 promete ser um marco, em termos tecnológicos. Di-lo o CEO da Tesla, garantindo que o eléctrico poderá ser controlado praticamente só com a voz.

Autor
  • Francisco António

O CEO da Tesla, Elon Musk usou o Twitter para afirmar que o Model 3 será, no futuro, um dos carros mais avançados. Como? É que, com as actualizações já previstas em termos de software, o eléctrico americano passará a poder ser gerido quase só com a voz.

Modelo cujo interior praticamente não possui qualquer botão, já que concentra os comandos no generoso ecrã táctil que exibe na consola central, o Model 3 foi já alvo de críticas, segundo as quais esta opção pode resultar em distracções ao volante. Algo a que Musk responde agora, assegurando que com os updates que estão previstos, para descarregar via wireless, praticamente todos os sistemas comandados através do ecrã central do Model 3 passarão a ser operáveis por voz.

Segundo o mesmo responsável, a disponibilização desta funcionalidade permitirá que, sempre o condutor quiser ligar o aquecimento dos bancos, por exemplo, tenha apenas de dar vocalmente a ordem. Ou seja, sem ter de tocar no ecrã.

O fundador da Tesla vai mais longe, ao garantir que a intenção é aplicar o controlo por voz ao máximo de funcionalidades e equipamentos existentes no veículo. Contudo, Musk não aponta qualquer prazo para a entrada em funcionamento desta mais-valia…

Pesquisa de carros novos

Filtre por marca, modelo, preço, potência e muitas outras caraterísticas, para encontrar o seu carro novo perfeito.

Pesquisa de carros novosExperimentar agora
Partilhe
Comente
Sugira
Proponha uma correção, sugira uma pista: observador@observador.pt
Benfica

Oh meus amigos, não havia necessidade...

Pedro Coelho dos Santos

Ação gera reação. Começa-se por um pasodoble no final de um clássico, passa-se depois para um “chamem a polícia” no estádio do rival. Não pode ser. Aos dirigentes desportivos exige-se responsabilidade

Orçamento do Estado

O engodo do défice /premium

André Abrantes Amaral

Dizem que o o orçamento é prudente, mas prudente seria seguir uma política financeira capaz de impedir que o estado social colapse com a próxima crise. O resto, lamento, é mera confusão e engodo.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

1
Registo
2
Pagamento
Sucesso

Detalhes da assinatura

Esta assinatura permite o acesso ilimitado a todos os artigos do Observador na Web e nas Apps. Os assinantes podem aceder aos artigos Premium utilizando até 3 dispositivos por utilizador.

Só mais um passo

Confirme a sua conta

Para completar o seu registo, confirme a sua conta clicando no link do email que acabámos de lhe enviar. (Pode fechar esta janela.)