Há trabalhadores precários do Estado que estão a ser enviados para casa sem a renovação dos seus vínculos, antes de receberem resposta ao requerimento para entrarem no programa extraordinário para a regularização de precários, avança o Diário de Notícias, citando os sindicatos da Função Pública.

Não estava na agenda, mas será um tema levantado durante a reunião desta terça-feira entre os sindicatos da Função Pública e a secretária de Estado da Administração Pública.

De acordo com o jornal, estes trabalhadores estão a ver os seus vínculos chegarem ao fim e estão a ser dispensados em várias áreas do Estado, e até em autarquias.

O programa de regularização extraordinária destes vínculos determina que os vínculos dos trabalhadores que estiverem abrangidos por este programa são prolongados até os concursos serem concluídos, mas esses concursos ainda nem sequer foram lançados, nem têm data para o serem, prevendo-se apenas que ocorram em 2018.