A atravessar uma fase de renovação, a norte-americana Jeep acaba de dar a conhecer, no Salão Automóvel de Detroit, o agora actualizado Cherokee. Modelo que, além de retomar uma imagem um pouco mais tradicional, anuncia também mais habitabilidade, uma redução no peso, assim como um novo motor.

Depois do modelo ainda em comercialização ter sido fortemente criticado pelas linhas demasiado vanguardistas, os responsáveis da Jeep não deixaram, na actualização agora mostrada, de dar uma atenção especial à estética exterior. Nomeadamente, à secção frontal do Cherokee, dotando-a de um visual mais consensual e, de certa forma, com algumas semelhanças tanto com o novo Compass como com o Grand Cherokee.

Com uma frente agora menos “estranha”, o novo Cherokee diferencia-se pela exibição da tradicional grelha de sete riscas, agora mais na horizontal, acompanhada de ópticas mais trabalhadas e de LED em todos os níveis de equipamento (nos EUA, pelo menos), farolins redesenhados, além de um portão da bagageira novo, em material compósito (sinónimo de uma redução de 8,2 kg no peso total do veículo), com matrícula e tranca a meio. Solução que, a exemplo da nova frente, vem melhorar a aerodinâmica, segundo o fabricante, até no momento da abertura da tampa da mala.

[jwplatform D4wEJBUy]

Ainda no exterior e tal como já acontecia até aqui, a versão Trailhawk exibirá cerca de 2,5 cm mais de altura ao solo que o Cherokee standard, além de uma série de protecções, melhores ângulos de ataque e de saída, rodas específicas e ganchos. Tudo para uma utilização mais adaptada ao fora-de-estrada.

Interior renovado e com mais capacidade de carga

Já no interior, as novidades passam por novas saídas de ar, alavanca da caixa de velocidades e consola redesenhadas (neste último caso, para garantir maior capacidade de armazenamento), assim como sistemas de infoentretenimento, de 7 e 8,4”, já compatíveis tanto com Apple CarPlay como com Android Auto. E, para os passageiros dos lugares de trás, há mais uma entrada USB.

Também lá atrás, o espaço de carga viu a sua capacidade aumentada de 696 para 792 litros, graças não só à retirada da barra de armazenamento que surgia na lateral da mala, do lado do condutor, como também a um “empurrar” dos revestimentos mais para fora. Opções que tornam o Cherokee mais competitivo neste domínio, face aos principais rivais, permitindo-lhe, por exemplo e segundo o chefe de design de interior da Jeep, Winnie Cheung, acomodar até dois sacos de golfe. Algo que, no modelo ainda em comercialização, não era possível.

Perda de peso chegou aos 90 kg

Graças aos esforços de maximização das virtudes originais do modelo, o novo Cherokee regista ainda uma importante redução no peso, em cerca de 90 kg, fruto da introdução de um novo e mais leve berço do motor, novos componentes da suspensão, além do já referido portão da bagageira. Sendo que, nas versões de quatro rodas motrizes, o emagrecimento foi também conseguido através da uma redução no peso do diferencial traseiro.

[jwplatform q0t7M5TP]

A par destas novidades, evoluções igualmente nas soluções de insonorização dos motores, na suspensão frontal com vista a uma melhor actuação em estrada, além de na estrutura anti-impacto, o que deverá permitir ao modelo da Jeep alcançar melhores resultados no testes anti-colisão.

Novo 2,0 litros turbo “importado” do Wrangler

Debaixo do capot dianteiro, a continuação dos já conhecidos quatro cilindros 2,4 litros de 180 cv e 230 Nm, assim como do V6 3,2 litros de 271 cv e 324 Nm, ambos conjugados com caixa automática de nove velocidades (que o fabricante também diz ter novo software). A que se junta depois um novo 2,0 litros Turbo a debitar 270 cv e 400 Nm – basicamente, o mesmo bloco já disponível no novo Wrangler, embora aqui sem o sistema eléctrico de 48V. Sendo certo que o dois litros estará disponível desde o nível de equipamento de entrada.

Com estas motorizações, o renovado Cherokee passa a prometer melhores consumos, para o que também contribuem a redução de peso e as melhorias operadas na aerodinâmica do conjunto. Ainda que o fabricante nada tenha revelado quanto a valores concretos que é possível esperar.

Por apurar está igualmente a data em este novo Jeep Cherokee chegará aos mercados e, nomeadamente, ao Velho Continente.