Um homem foi apanhado a atirar a sua própria filha recém-nascida ao lixo, na semana passada, em Xuanwei, no sul da China. Momentos depois de ser deixada no contentor, várias pessoas encontraram a menina e uma senhora idosa acabou por cuidar dela até que as autoridades chegassem ao local, conta o jornal El País.

O pai colocou a bebé, que nasceu prematura ao oitavo mês de gravidez, num saco de papel e deixou-a no meio do lixo, segundo o jornal The Sun. As câmaras existentes no local filmaram depois o homem a seguir caminho, deixando a filha na rua, onde a temperatura rondava os 10ºC.

A senhora que guardou a bebé, agora apelidada de “anjo da guarda”, disse que quando a encontrou no lixo estava ainda com o cordão umbilical. Os pais foram localizados mais tarde, pelos agentes de autoridade e, quando confrontados, alegaram acreditar que a filha estava muito doente e que não conseguiria sobreviver, pelo que “preferiram deixá-la em algum sítio a ir ao hospital”.

O homem disse que a namorada deu à luz no apartamento, sem a presença de qualquer médico, e que a bebé começou a ficar com uma cor roxa, razão pela qual pensaram que a filha não teria cura.