A novela chegou ao fim: Alexis Sánchez foi oficializado como jogador do Manchester United. O chileno de 29 anos, que estava no Arsenal desde 2014 e jogou no Barcelona durante três anos, está agora às ordens de José Mourinho e pode estrear-se já na próxima sexta-feira, quando os red devils defrontarem o Yeovil Town para a Taça de Inglaterra.

A transferência foi anunciada nas redes sociais do Manchester United e o negócio envolve o percurso inverso de Henrikh Mkhitaryan: o médio arménio vai jogar no Arsenal. No vídeo divulgado no Twitter do clube inglês, Sánchez surge a tocar piano e a entrar em Old Trafford, já com as cores do United.

Alexis Sánchez é assim o novo dono da camisola número 7 do Manchester United, que já pertenceu a George Best, Eric Cantona, David Beckham e, claro, Cristiano Ronaldo. Em declarações ao site do clube, o avançado chileno – que chegou a ser dado como certo no rival Manchester City por mais de 20 milhões de euros – afirmou que está “entusiasmado por jogar no maior clube do mundo”. O jogador, que fez parte da seleção nacional do Chile que falhou o apuramento para o Mundial 2018, revelou que “não podia recusar a hipótese de jogar num estádio histórico e trabalhar com José Mourinho”.

O treinador português, por seu lado, disse que “Alexis é um dos melhores avançados do mundo”. Atualmente, o Manchester United está no segundo lugar da Premier League, a 12 pontos do líder, o Manchester City.

Alexis Sánchez torna-se assim a segunda grande transferência do Arsenal para o Manchester United: em 2012, o holandês Robin Van Persie trocou Londres por Manchester por 26 milhões de euros.