568kWh poupados com a
i

A opção Dark Mode permite-lhe poupar até 30% de bateria.

Reduza a sua pegada ecológica.
Saiba mais

Chegou o novo robô sexual para mulheres: tem um pénis biónico e abdominais

Este artigo tem mais de 5 anos

O novo robô sexual com inteligência artificial para mulheres chega às lojas ainda este ano. Não tem nome nem preço, mas o criador garante: "É melhor do que um vibrador".

Raparigas, mulheres, senhoras: uma noite (ou várias) com um homem de abdominais bem vincados pode estar à distância de um pagamento. E não, não é disso que estamos a falar. O primeiro robô sexual para mulheres está a ser desenvolvido e deve chegar às lojas ainda durante este ano.

A empresa Relbotix — que se tornou conhecida por criar a Harmony, a primeira boneca sexual com inteligência artificial — revelou que o novo robô para mulheres ainda não está pronto porque os engenheiros estão a aprimorar uma parte que consideram “fulcral”: o pénis biónico. Ao El Español, o CEO da empresa garante que o pénis do robô “é melhor do que um vibrador” e vai ser possível personalizá-lo quanto ao tamanho e cor. De acordo com Matt McCullen, “a duração não é um problema” e “o limite é o céu”.

O empresário explica que o êxito do novo robô – que ainda não tem nome – é garantido, já que as simples bonecas insufláveis continuam a vender-se aos milhares. E, digamos, de simples não têm nada: cada boneca “sem inteligência artificial” custa cerca de 10 mil dólares e existem diferentes tamanhos, tons de pele e cor de olhos. Ainda que o preço do novo robô não tenha sido anunciado, o valor da versão para homens custa 15 mil dólares.

Matt McCullen acredita que o lançamento do novo robô para mulheres vai acabar com a ideia de que estes produtos são exclusivamente para um público masculino. Até porque, de acordo com o CEO da Relbotix, muitas mulheres vão comprar o boneco para ter “companhia para falar e interagir”.

Os robôs sexuais ultra-realistas são um negócio de milhões

PUB • CONTINUE A LER A SEGUIR

Ofereça este artigo a um amigo

Enquanto assinante, tem para partilhar este mês.

A enviar artigo...

Artigo oferecido com sucesso

Ainda tem para partilhar este mês.

O seu amigo vai receber, nos próximos minutos, um e-mail com uma ligação para ler este artigo gratuitamente.

Ofereça artigos por mês ao ser assinante do Observador

Partilhe os seus artigos preferidos com os seus amigos.
Quem recebe só precisa de iniciar a sessão na conta Observador e poderá ler o artigo, mesmo que não seja assinante.

Este artigo foi-lhe oferecido pelo nosso assinante . Assine o Observador hoje, e tenha acesso ilimitado a todo o nosso conteúdo. Veja aqui as suas opções.

Atingiu o limite de artigos que pode oferecer

Já ofereceu artigos este mês.
A partir de 1 de poderá oferecer mais artigos aos seus amigos.

Aconteceu um erro

Por favor tente mais tarde.

Atenção

Este artigo só pode ser lido por um utilizador registado com o mesmo endereço de email que recebeu esta oferta.
Para conseguir ler o artigo inicie sessão com o endereço de email correto.