Hyon Song-wol, uma conhecida cantora norte-coreana que terá sido namorada de Kim Jong-un, liderou a comitiva da Coreia do Norte que se deslocou no último fim de semana a Seul para preparar as iniciativas culturais dos Jogos Olímpicos de Inverno, que se realizam na Coreia do Sul em fevereiro.

Líder da Moranbong Band, uma espécie de versão norte-coreana das Spice Girls que se tornou no mais famoso grupo musical do país — e que será a banda preferida de Kim Jong-un –, Hyon fez furor na curta estadia na Coreia do Sul, e visitou vários recintos culturais onde poderá vir a atuar durante os Jogos Olímpicos.

A cantora atravessou a fronteira com uma comitiva de sete pessoas em dois autocarros sob forte escolta policial, e foi recebida por um mar de gente à porta do hotel onde ficou hospedada, captando a atenção dos media sul-coreanos durante toda a visita.

Apesar de a maioria das informações sobre Hyon não serem confirmadas, uma coisa é certa: trata-se de uma das maiores celebridades da Coreia do Norte.

Com cerca de 40 anos, a cantora terá sido namorada de Kim Jong-un no início da década, quando ambos se conheceram na faculdade.

Mais tarde, correram rumores de que a cantora, juntamente com outras celebridades norte-coreanas, tinham sido executadas em público por, alegadamente, terem filmado vídeos pornográficos. Mas não: em maio de 2014, a cantora apareceu novamente em público, em trajes militares, a falar numa emissão televisiva em que saudava as virtudes do líder supremo do país.

Recentemente, Hyon terá inclusivamente sido nomeada para o comité central do partido dos Trabalhadores, o partido do poder na Coreia do Norte.

https://www.youtube.com/watch?v=fL7-7shibkw

A Moranbong Band é um dos mais conhecidos grupos musicais da Coreia do Norte. Composto apenas por mulheres, que atuam frequentemente de minissaia e com roupas coloridas e brilhantes — contrastando com os habituais trajes do regime norte-coreano –, o grupo toca sobretudo temas em que abundam os elogios a Kim Jong-un e os insultos aos Estados Unidos.

A visita da comitiva liderada por Hyon foi a primeira vez em quatro anos que uma delegação oficial norte-coreana visitou a Coreia do Sul.

Na semana passada, os dois países acordaram em participar juntas na cerimónia de abertura dos Jogos Olímpicos, sob uma mesma bandeira. A participação de atletas da Coreia do Norte nos Jogos Olímpicos da Coreia do Sul está a ser considerada como um importante passo rumo a uma futura reconciliação entre os dois países.

O país irá enviar à Coreia do Sul uma delegação composta por 22 atletas, 24 altos funcionários e 21 profissionais dos media. Além disso, participará nos jogos uma equipa feminina de hóquei no gelo composta por atletas dois dois países.